Prefeitura estuda o destino à Emei desativada

Indaiá, na Vila Belvedere, parou de receber alunos em 2018 para reforma de 90 dias; previsão é que obra seja concluída até o final de junho


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Alunos que estudavam na Indaiá foram matriculados na Emei Paturi

A Prefeitura de Americana estuda qual destino dar à Emei (Escola Municipal de Ensino Infantil) Indaiá, na Vila Belvedere, fechada desde o ano passado. A suspensão temporária das atividades da Emei foi publicada no último sábado no Diário Oficial.

Porém, a escola parou de atender alunos em 2018, para uma reforma que deveria durar 90 dias. A previsão, agora, é terminar os serviços no prédio no final de junho deste ano.

Todas as 90 crianças que estudavam na unidade estão matriculadas na Emei Paturi, na Vila Mariana.

Em junho de 2018, a prefeitura anunciou uma reforma na Emei. O prazo era de 90 dias. Porém, de acordo com o que a prefeitura informou em janeiro, houve problemas com a construtora. A obra foi iniciada entre setembro e outubro, mas logo a empresa parou os serviços.

A prefeitura informou que o prédio da Indaiá vai ter de passar por troca de forro e telhado. De acordo com a prefeitura, novas telhas já foram instaladas. A cobertura do pátio externo será trocada e a unidade receberá pintura geral. Uma rampa de acesso para pessoas com mobilidade reduzida será construída.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora