13 de maio de 2021 Atualizado 23:57

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Prefeitura de Americana prevê criação de mais três secretarias em 2022

Orçamento previsto para as três pastas entre os anos de 2022 e 2025 é de R$ 23.710 milhões

Por Ana Carolina Leal

04 Maio 2021 às 07:54 • Última atualização 04 Maio 2021 às 07:55

Atualmente, a administração municipal conta com 15 pastas - Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

A Prefeitura de Americana pretende criar mais três secretarias em 2022. A informação consta no PPA (Plano Plurianual) 2022-2025, protocolado na câmara municipal na semana passada. Atualmente, a administração municipal conta com 15 pastas.

Pelo PPA, a intenção da prefeitura é implantar uma Secretaria de Desenvolvimento Econômico, uma de Comunicação e Tecnologia da Informação e uma de Gestão de Convênios. No documento, consta que o orçamento previsto para as três pastas entre os anos de 2022 e 2025 é de R$ 23.710 milhões. Desse total, R$ 6.025 milhões seriam destinados no primeiro ano de criação das pastas.

De acordo com informações do Plano Plurianual, a secretaria de Desenvolvimento Econômico teria como objetivo apoiar empreendimentos novos e existentes, através de ações nas áreas administrativas, da infraestrutura e logística; fomentar o desenvolvimento econômico; e desenvolver políticas de controle e gestão do aeroporto municipal. Para isso, a pasta receberia R$ 12.478 milhões no período de quatro anos.

Já a secretaria de Gestão de Convênios seria responsável pela manutenção e gestão de convênios municipais. A pasta consumiria R$ 2,5 milhões entre os anos de 2022 e 2025. A secretaria de Comunicação e Tecnologia da Informação trataria das ações de comunicação e tecnologia do município com uma verba de R$ 11.229 milhões.

Ao LIBERAL, a prefeitura informou via assessoria que a previsão de aumento de despesas com as três novas pastas é zero, pois são unidades já existentes que se tornarão secretarias, levando consigo os orçamentos que elas já têm nas pastas em que estão abrigadas atualmente.

“Os únicos novos cargos a serem criados são os dos três secretários, o que é inevitável. Ocorre que as novas pastas tornam o trabalho mais apropriado, com melhor separação institucional e maior dedicação aos temas referentes a cada área”, afirmou a administração municipal.

Atualmente, segundo a assessoria da prefeitura, o departamento de Comunicação e Imprensa é uma unidade da Secretaria de Governo; Desenvolvimento Econômico e Convênios estão alocados na Secretaria de Planejamento; e a unidade de TI (Tecnologia de Informação) está na Secretaria de Administração.

Para o ano que vem, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2021 prevê um orçamento de R$ R$ 964,8 milhões para o município, R$ 4 milhões a mais do que o estimado para este ano.

Publicidade