Prefeitura corrige informação sobre morte por dengue

Moradora do São Roque, em Americana, morreu por conta da doença, mas tipo hemorrágico não foi confirmado


A Prefeitura de Americana divulgou nota nesta sexta-feira (14) em que corrige informação sobre a morte por dengue de uma moradora do bairro São Roque. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a mulher teve o óbito por dengue do tipo 2 confirmado, mas sem “manifestações hemorrágicas”.

Na quarta-feira (12), a prefeitura havia informado que a vítima havia tido como diagnóstico morte por dengue hemorrágica.

“A Secretaria de Saúde esclarece que a morte da moradora do bairro São Roque, V.L.S., foi confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz como sendo por dengue, porém não houve manifestações hemorrágicas, diferentemente do que havia sido informado, ou seja, a moradora teve a morte causada pelo vírus tipo 2, que lhe acarretou complicações em seu quadro clínico geral”, traz a nota divulgada no final da tarde desta sexta-feira.

O número de casos de dengue em Americana se aproxima de 3 mil. Segundo estatísticas divulgadas na manhã desta quarta-feira (12) pela prefeitura, a cidade tem 2.856 casos confirmados. Até agora, foram 4.905 notificações.

A maior parte das ocorrências se concentra no bairro Antonio Zanaga, o mais populoso da cidade. De acordo com o boletim da Vigilância Epidemiológica, são 209 confirmações. Em seguida, aparecem bairros como Jardim América II e Cidade Jardim (veja a lista abaixo). Entre os casos confirmados, a maioria tem como vítima mulheres com idade entre 30 e 59 anos.

 

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora