Prefeitura confirma quarta morte por dengue em Americana

Vítima é um homem de 69 anos, morador do bairro São Domingos, que morreu no dia 10 de abril no Hospital Municipal


A Prefeitura de Americana confirmou nesta quinta-feira (15) a quarta morte por dengue na cidade em 2019. A vítima é um homem de 69 anos, morador do bairro São Domingos.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o paciente começou a apresentar os sintomas no dia 25 de março e foi atendido no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. O falecimento aconteceu no dia 10 de abril na unidade hospital.

O exame feito pelo Instituto Adolfo Lutz tinha descartado dengue. Entretanto, segundo a prefeitura, o sangue coletado do paciente para o teste ocorreu fora do período ideal para a detecção da doença.

“A vigilância, juntamente com o GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) de Campinas, o encerrou por critério clínico-epidemiológico, considerando os sintomas e o endereço de M.B., cujo bairro já havia registrado casos confirmados de dengue”, informou a prefeitura.

Até então tinham sido registradas três mortes pela doença este ano na cidade, que já faziam 2019 o ano com maior letalidade em relação aos demais em que houve epidemia – os anteriores foram 2014, com 9035 casos e uma morte, e 2015, com 7388 casos e três mortes.

Mortes em Americana

O aposentado Antonio Venancio ficou internado em um hospital particular para tratar da dengue. Ele chegou a receber alta, mas seu estado piorou e ele procurou novamente a unidade de saúde. O aposentado também contraiu pneumonia, agravando seu quadro. Ele foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), mas não resistiu e morreu na manhã do dia 14 de maio.

As outras pessoas que morreram pela doença na cidade foram um idoso de 79 anos, que morava na Vila Santa Maria e morreu no dia 1° de maio, e uma mulher de 48 anos do bairro São Roque que morreu no dia 25 de abril.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora