Prefeitura cancela multas da Área Azul aplicadas antes de decreto

Em coletiva, Omar reconhece que houve um erro por parte da autoridade de trânsito e anuncia cancelamento de infrações anteriores ao dia 26 de agosto


O prefeito de Americana, Omar Najar (MDB), anunciou na manhã desta sexta-feira (30) o cancelamento de todas as multas aplicadas pela prefeitura antes da assinatura do decreto que regulamentou as novas regras da Área Azul, no último dia 24 de agosto.

Foto: Marcelo Rocha/O Liberal
Anúncio do cancelamento foi feito pelo prefeito Omar Najar na manhã desta sexta-feira

Neste período, foram cerca de 4,5 mil multas aplicadas por estacionamento irregular. A maior parte das autuações ainda estava na fase de recurso, por isso a prefeitura acredita que não houve o pagamento dessas multas. Caso alguém já tenha quitado o débito, será ressarcido.

A previsão é de que os pontos sejam retirados em até 72 horas das CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) daqueles que já tiveram as infrações inseridas no sistema. O prefeito tomou a decisão após reconhecer que houve um erro da autoridade de trânsito do município, Eraldo Camargo, no entendimento de um acordo firmado com o Ministério Público em junho.

“Conversei muito com Eraldo. As multas que foram feitas [no período] anterior ao decreto que saiu essa semana serão canceladas. Se está errado, vamos corrigir”, disse o prefeito.

Na ocasião, a prefeitura prometeu que colocaria em prática uma isenção provisória até a publicação do decreto que regulamentou o serviço para quem estacionasse por até 30 minutos em uma das vagas da Área Azul. Motoristas, no entanto, afirmaram ao LIBERAL terem sido multados mesmo tendo ficado apenas 15 minutos na vaga 

“O desencontro de informações foi o que causou mais problema. Aquele acordo do Ministério Público eu tinha algum questionamento em relação aquilo, mas em comum acordo achamos que eles têm razão, e por bem cancelar as multas”, disse Eraldo.

Aqueles multados a partir da publicação do decreto, no dia 24 de agosto, não terão direito ao cancelamento anunciado pela prefeitura.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora