Preço do limão dispara e bate R$ 6 o quilo

Aumento no preço é consequência da entressafra do produto, afirma engenheiro agrônomo


Com um reajuste de 25,27% no mês de agosto, o limão é um dos produtos com maior variação de preço no Estado, de acordo com a Apas (Associação Paulista de Supermercados). A reportagem do LIBERAL acompanhou a escalada do produto nos estabelecimentos de Americana e chegou a encontrá-lo por até R$ 6 o quilo.

É o segundo mês consecutivo com alta nos preços – em julho a variação havia sido de 21,40%. De 255 itens pesquisados mensalmente pela associação, só a vagem teve um crescimento maior no custo ao consumidor no mesmo período (29,71%).

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Para economista, historicamente há mais aumentos do que quedas no preço em agosto

O engenheiro agrônomo, Pedro Eugênio Adamo, da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), atribui aumento ao período de entressafra, que vai de junho a dezembro. Como há menos oferta, o valor sobe.

“É normal. Nesse período do ano só quem cultiva limão irrigado vai ter de agora em diante. Ele sobe mesmo, falta no mercado. O valor de uma lavoura irrigada não rende tanto assim, então tem pouco investimento porque não compensa. O mercado continua desse jeito, sobe bastante”, disse ao LIBERAL.

Para o economista Thiago Berka, da Apas, historicamente há mais aumentos do que quedas do preço do limão nos meses de agosto. “Observando o histórico não é algo fora dos padrões”, ressalta. A tendência de alta, no entanto, não afeta o consumo, pois se trata de um produto marginal, segundo Adamo.

“Cada família consome uma base de 250 gramas de limão por semana. Ele custando 50 centavos o quilo ou cinco reais o quilo você consome a mesma coisa. Não é porque ele estará bem mais barato que vai consumir um monte de limão”, destaca.

Dados do Ceagesp mostram que a variação tende a ser ainda maior para o mês de setembro. Um quilo de limão taiti era vendido no atacado em média a R$ 2,20 em 27 de agosto. Na cotação desta segunda-feira, a mesma quantidade era repassada, em média, a R$ 3,59.

A reportagem percorreu supermercados de Americana nesta terça para checar os preços. O quilo saía entre R$ 4,78 e R$ 4,89, mas chegou a ser encontrado por R$ 6.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora