Dise é homenageada por apreensão de aeronaves do tráfico

Delegado e investigadores foram reconhecidos pela investigação que revelou um esquema de tráfico internacional de cocaína que passava por Americana


O delegado da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) de Americana, Luis Carlos Gazarini, e os investigadores Antonio Carlos Correia e Ricardo Cesar Labaroni receberam nesta quarta-feira (13) o certificado “Policial Nota 10”. A honraria foi entregue pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes, na Capital.

Foto: Divulgação / SSP
Gazarini (esq.) recebe o certificado das mãos do governador

Os agentes de Americana foram homenageados pela investigação que revelou que entre meados de 2017 e abril de 2018, Americana serviu como entreposto para o tráfico internacional de cocaína. Um hangar alugado no aeroporto municipal Augusto de Oliveira Salvação era como ponto de encontro de pilotos que transportavam droga e dinheiro entre países da América do Sul.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

O trabalho culminou na prisão de 11 pessoas e na apreensão de sete aviões e um helicóptero, que juntos somam R$ 18 milhões. Foi apreendido ainda 1,3 tonelada de cocaína, que seria vendida na Europa por R$ 160 mil o quilo, ou seja, mais de R$ 200 milhões de reais.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

A ação desarticulou uma facção criminosa envolvida com tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. As investigações começaram no final de 2017 a partir de uma denúncia anônima sobre movimentação suspeita de dinheiro no aeroporto de Americana. As aeronaves faziam viagens para países como Equador, Colômbia e Venezuela.

Foto: Divulgação / Dise
Labaroni (esq.), Gazarini (centro) e Correia (dir.) durante a cerimônia do “Policial Nota 10”

Em sua décima edição, a iniciativa, criada pela SSP (Secretaria da Segurança Pública), tem como objetivo reconhecer e estimular o bom trabalho policial. O investigador Correia, que foi policial militar durante dois anos, se disse surpreso com a homenagem.

“Eu fiquei muito emocionado quando soube.Trabalho há 23 anos na Polícia Civil e é a primeira vez que recebo uma homenagem assim”, contou o policial.

Desdobramentos

Já o delegado Gazarini informou que o inquérito policial sobre o caso ainda está em andamento. O reconhecimento pelo trabalho realizado até o momento foi classificado por ele como mais um motivador “para continuar melhorando”.

“Há ainda várias diligências, dentre oitivas, requisições de informações, quebra de sigilos, indiciamentos, etc., que pode levar, inclusive, a eventual apreensão de outras aeronaves ou bens relacionados aos investigados”, afirmou Gazarini.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora