12 de julho de 2020 Atualizado 20:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Pedido de ajuda em forma de bilhete

Casal fixa pedido de ajuda em pontos do Nova Carioba, em Americana, e recebe como resposta ações de solidariedade; ato viralizou nas redes sociais e gerou corrente de doações

Por Leonardo Oliveira

06 jun 2020 às 08:27 • Última atualização 06 jun 2020 às 11:40

Um bilhete fixado nos principais pontos do Nova Carioba, em Americana, viralizou nas redes sociais nas últimas semanas. Nele, a auxiliar de serviços gerais, Daniela dos Santos, de 20 anos, conta que sua família está passando por dificuldades e pede doação de alimentos. Ela indica o número 135 da Rua Romeu Benazio como o endereço indicado para a entrega dos mantimentos.

Sem lugar para ficar, família foi acolhida pela técnica de enfermagem Roseneide (à esq.) – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

Nos últimos quatro meses esse tem sido o lar de Daniela, seu companheiro, o jardineiro Alan Cândido, de 30 anos, e de seus dois filhos, uma menina de 13 e anos e um menino de cinco. A proprietária da casa é a técnica de enfermagem Roseneide da Silva, 49.

Em um dia de fevereiro, a técnica abriu o portão de sua residência e deu de cara com a família de Sumaré que, sem lugar para ficar, só queria algo para comer. Sem pensar duas vezes, Roseneide, então, ofereceu um dos quartos do imóvel para que eles não tivessem que dormir na rua. E assim estão lá até hoje.

“Eu conheci Daniele passando na minha porta, pedindo ajuda junto com o esposo, com o filho e a filha dela. Eu falei para ela ‘se você está na rua, eu te dou um lar para você ficar’. Sou missionária e Deus tocou no meu coração de chamar ela para ficar aqui”, contou Roseneide ao LIBERAL.

Como não conseguem arranjar emprego para ajudar com as contas da casa, eles decidiram pedir que a população contribuísse com alimentos.

Bilhete de Daniela pedindo por ajuda, que foi escrito pelo companheiro e acabou na internet – Foto: Reprodução – Facebook

A onda de generosidade que começou com a atitude de Roseneide, lá no início do ano, se espalhou pela cidade depois que o bilhete foi fotografado e compartilhado nas redes sociais. Teve gente até de São Paulo que ligou para Daniela para doar algo. Além da comida, ela ganhou fogão e geladeira.

É tanta doação chegando que a família decidiu compartilhar o que foi recebido. “Surpreendeu. Eu não esperava isso, de verdade. É Deus que está dando muita coisa, então é para ajudar os outros também”, relatou Alan.

Os últimos anos foram de alternância entre um teto para ficar e a rua como único abrigo para Alan e Daniela. Eles se conheceram há cerca de sete anos e desde então formam um casal. O jardineiro já tinha uma filha, que hoje a auxiliar assume como se fosse sua também, além do menino que tiveram juntos depois.

Alan, Daniela e os dois filhos foram recebidos por técnica de enfermagem – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

“A gente estava passando por dificuldades. Chegamos a ficar três dias sem comer. Eu saía na rua para pedir comida para minhas duas crianças e aí meu esposo resolveu escrever isso [o bilhete] e colar na rua. É triste seu filho pedir uma coisa e você não ter condição de dar”, disse Daniela ao LIBERAL.

Devidamente abastecido com aquilo que precisa para uma alimentação diária, o casal agora sonha em reconquistar sua autonomia.

“O que eu mais desejo é arrumar um serviço, arrumar uma casa para viver tranquila com meus filhos, eles terem o cantinho deles para brincarem”, planeja a auxiliar de serviços gerais.

Para voltar ao mercado de trabalho, ela aceita qualquer oportunidade. Já o marido tem experiência com pintura e jardinagem. Os interessados em ajudar a família podem entrar em contato pelo telefone de Daniela, o (19) 99203-0784.

Podcast Além da Capa
A relação de Americana com Santo Antonio, o padroeiro da cidade, completa 120 anos em 2020, mas a festividade em torno da data foi forçada a ser revista por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Desde o início da quarentena, em março, as missas realizadas na Basílica Santuário Santo Antonio de Pádua não contam com a presença de fieis dentro da igreja, por conta do isolamento social, mas o contato é mantido por transmissões pelo Facebook. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o administrador paroquial da basílica, o padre Valdinei Antonio da Silva. A necessidade do cancelamento de outros eventos da comunidade católica, como as festas de São João de Carioba e do Senhor Bom Jesus, também é abordada com os padres Marcos Ramalho e Marcelo Fagundes.