Passagem de ônibus sobe pelo 2º ano seguido em Americana

Aumento de 10% passará a valer a partir desta segunda-feira aos usuários do transporte público urbano; tarifa subirá de R$ 4 para R$ 4,40


Foto: Marcelo Rocha - O Liberal
Esta é a primeira vez desde 2008, quando o serviço foi concedido, que o aumento é praticado em dois anos consecutivos

A Prefeitura de Americana autorizou nesta sexta-feira um reajuste de 10% na tarifa do transporte coletivo municipal. O valor, que atualmente está em R$ 4, passa a ser de R$ 4,40 na próxima segunda-feira, dia 20. Esta é a primeira vez desde 2008, quando o serviço foi concedido, que o aumento é praticado em dois anos consecutivos.

Até então, o menor intervalo registrado entre duas majorações havia sido em 2016, quando o município permitiu um aumento de R$ 0,35 em junho de 2016. Um ano e meio antes, a tarifa havia subido de R$ 2,70 para R$ 3,15. Veja o quadro ao lado.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a prefeitura afirmou que, mesmo sendo emergencial, o contrato com a Sancetur segue os parâmetros da concessão, inclusive o reajuste anual.

“A empresa que opera o sistema de transporte, solicitou revisão tarifária devido a aumentos setoriais: diesel, mão de obra, inflação. Em planilha apresentada, a empresa solicitou uma tarifa de R$ 5,37. A Comissão Tarifária do Transporte Urbano sugeriu o reajuste para R$ 4,40”, diz a nota encaminhada ontem para o LIBERAL.

No decreto que autorizou o reajuste, a administração também informa sobre as tarifas especiais para quatro categorias: estudantes, professores e aposentados com renda inferior a três salários mínimos pagarão R$ 2,20. Já trabalhadores com renda igual ou inferior a dois salários mínimos irão pagar R$ 3,30.

Atualmente, quem usa o bilhete eletrônico paga R$ 3,90 em vez dos R$ 4 de tarifa estabelecidos. Ocorre que Esse desconto deixará de existir quando o novo reajuste entrar em vigor.

O jardineiro Jurandir Fernandes soube por outros passageiros sobre o reajuste – até o final da tarde de ontem não havia nenhum comunicado sobre o tema no Terminal Municipal – e considerou o valor injusto.

“Eu pego ônibus do [bairro Antonio] Zanaga pra cá [terminal] e são só uns 15 minutos de viagem. É muito caro para um percurso tão curto, mas a gente depende do ônibus, então vou ter negociar isso com o patrão”, disse ele.

Já o promotor de vendas Rafael Rodrigues planeja deixar o transporte coletivo de lado. “Compensa mais tirar habilitação e comprar um carro ou uma moto do que andar de ônibus em Americana. O preço está muito caro”, afirmou ele.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora