PA Zanaga tem demora de quase seis horas

Segundo os funcionários do posto, um dos dois médicos plantonistas escalados faltou o que provocou a morosidade


Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Um médico faltou ao trabalho no posto do Zanaga

O PA (Pronto Atendimento) do bairro Antônio Zanaga registrou, nesta sexta-feira, demora de até seis horas no atendimento. Segundo os funcionários do posto, um dos dois médicos plantonistas escalados faltou o que provocou a morosidade. Dois pacientes precisaram de atendimento de emergência, ocasionando uma interrupção nas demais consultas, já que havia apenas um profissional atendendo. A reportagem do LIBERAL questionou a prefeitura sobre a reposição do profissional, mas não recebeu resposta até o fechamento da edição.

A dona de casa Michele Alves chegou à unidade por volta das 8h30 com uma crise renal, mas somente às 14 horas foi atendida. “Fiquei esse tempo todo sem comer e vou ter que ficar mais umas quatro horas até sair o resultado do exame. Pelo menos os atendentes avisaram a gente que ia demorar, mas não tinha como ir embora”.

O açougueiro Laercio Nochera deu entrada no PA por volta das 10 horas por conta de palpitação e falta de ar, mas somente às 14h30 foi atendido. “A gente não vem aqui por brincadeira, vim buscar atendimento no lugar que é mais próximo porque moro aqui no Zanaga. Muitos desistiram e foram embora porque ia demorar muito”, relatou o paciente.

Com dor no corpo e na garganta, a dona de casa Adelia de Jesus Massuco estava preocupada com a demora, mas resolveu esperar porque precisava ser medicada. Ela chegou ao PA às 11 horas. “Eles disseram que não havia previsão. Ficou um tempo sem atender, voltou há pouco, mas está bem devagar”, comentou.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora