Operador de máquinas reúne grupo para pintar escola

Luiz Henrique Muller mobiliza voluntários para dar nova cara à Casa da Criança Aracy, unidade de ensino diretamente ligada à história de seus filhos


A iniciativa de um pai deu nova cara à Casa da Criança Aracy, escola municipal localizada no bairro São Jerônimo, em Americana. Movido pela vontade em fazer algo pela comunidade, o operador de máquinas Luiz Henrique Muller procurou pela direção da unidade onde a filha caçula estuda e se colocou à disposição para dar um colorido novo às paredes. A ajuda foi aceita e desde julho o visual da unidade vem se transformando pelas mãos de Muller e do grupo de voluntários que se juntou a ele.

“Sempre tive esse desejo de ajudar a sociedade de alguma forma. Aí eu pensei em fazer algo pela escola. Procurei pela diretora e perguntei se ela se importava”, conta o pai de três filhos.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Os filhos Derick, Henrique e Catharina junto do pai Luiz Henrique, na Casa da Criança Aracy

Os dois mais velhos também estudaram na Casa da Criança Aracy. “Pensei também que era uma forma de agradecer a escola pelo atendimento prestado às crianças”, completa.

As tintas e os pincéis foram cedidos pela prefeitura. Luiz e os outros voluntários forneceram a mão de obra. Inicialmente seria apenas Luiz e o sogro na pintura, mas a iniciativa chegou até a igreja Comunidade da Fé, onde ele frequenta, e o grupo cresceu. “Eu e minha mulher também somos voluntários na igreja e alguém contou ao pastor sobre a pintura na escola. Hoje, são várias pessoas de lá que também estão ajudando”.

Segundo ele, foram os voluntários da igreja que após uma visita à escola tiveram a ideia de reformar também o playground. Eles se organizaram e arrecadaram o dinheiro necessário para recuperar os brinquedos. O valor levantado foi doado à unidade para que fossem consertados e também pintados.

Sábados

A pintura do prédio vem acontecendo aos sábados. Desde que teve início, o grupo já se reuniu sete vezes na escola para fazer o serviço. Quando Luiz teve a iniciativa de propor a ideia, a intenção era fazer tudo durante as férias de julho. Só que o grupo não tinha dimensão do tamanho da escola e o trabalho ainda continua. “Além da escola ser grande estamos fazendo tudo com muito capricho”.

Por enquanto, a revitalização acontece na área externa, mas as salas de aula também serão pintadas. O operador de máquinas trabalha no sistema de revezamento de turnos e aproveita quando sua folga cai no sábado para estar no grupo e ser voluntário na unidade. Para ele, poder ajudar a comunidade de alguma forma é uma satisfação.

“Minha filha tem dois anos e já sabe que eu ajudei a pintar a escola. Ela fala ‘papai pintou’. Então isso é um orgulho para mim. É muito gratificante. É algo que eu tenho no coração. A Bíblia fala que é melhor dar que receber. É verdade. Só quem dá sabe como é bom poder ajudar alguém”.

A parceria da comunidade com as escolas do município também vem dando frutos em outros pontos da cidade. Além da Casa da Criança Aracy, mais três escolas do município foram revitalizadas com a mão de obra popular. São elas a Casa da Criança Tahira, no Jardim Ipiranga; Casa da Criança Manacá, no Jardim América; e a creche do Caic, no Jardim da Paz. Em todas elas, a prefeitura colaborou doando o material.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora