22 de outubro de 2020 Atualizado 08:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

TEMPO

Onda de frio avança e derruba temperatura na região de Americana

Temperaturas começaram a cair nesta quinta-feira e devem reduzir ainda mais nos próximos dias, com chuva

Por João Colosalle

20 ago 2020 às 19:10 • Última atualização 20 ago 2020 às 19:17

Uma onda de frio começou a atingir diversos estados nesta quinta-feira (20). Na RPT (Região do Polo Têxtil), a temperatura já apresentou queda, com céu predominantemente nublado.

Em Americana, a temperatura era de 21 °C às 16h desta quinta – Foto: Marcelo Rocha – O Liberal.JPG

Em Americana, a temperatura era de 21 °C às 16h desta quinta. Conforme o LIBERAL mostrou na terça-feira, a nova frente fria deve perdurar pelo fim de semana.

Segundo o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a previsão é de que na sexta e no sábado as mínimas cheguem a 10 °C e as máximas, a 12 °C.

Já o Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), prevê temperaturas mínimas ainda menores para Americana e região.

De acordo com o órgão, há previsão de mínima de 7 °C e máxima de 11 °C nesta sexta. No sábado, a temperatura cairia para 6 °C, com máxima de 10 °C. No domingo, variaria entre 8 °C e 22 °C.

O Cepagri também prevê chuva para os próximos dois dias, principalmente nesta sexta.

“As chuvas na região devem começar a partir da noite de hoje [quinta-feira], e devem persistir de forma contínua até a manhã de sábado, acompanhadas de queda nas temperaturas e de ventos moderados, com chances de rajadas”, aponta o órgão da Unicamp. 

No domingo, a tendência é de o céu permanecer entre nublado e parcialmente nublado na região. Já na segunda-feira, a redução da nebulosidade deverá favorecer o aumento da temperatura durante o dia.

Na região, o inverno de 2020 é o mais seco dos últimos 30 anos na região, segundo o Cepagri, que usa como base os dados do IAC (Instituto Agronômico de Campinas).

A medição começou a ser feita em 1990. A partir de então, em nenhum ano o inverno teve umidades tão baixas quanto em 2020. A mesma situação se aplica com relação ao outono.

Estados

De acordo com a previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), as condições climáticas consideradas atípicas vão provocar quedas acentuadas de temperatura nos estados do Sul do país, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, sul de Goiás, Rondônia, Acre e centro-sul do Amazonas, além dos estados de São Paulo, sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro.

A intensa massa de ar frio de origem polar deve provocar temperaturas mínimas muito baixas, inclusive com possibilidade de valores inferiores a O°C em parte do Sul do Brasil. Em áreas de Mato Grosso, por exemplo, a temperatura deverá ter um decréscimo em torno de 10°C entre as noites de hoje e de amanhã.

Haverá ainda condições favoráveis para formação de geadas amplas, tempestades e vendavais.

“Além disso, com a umidade remanescente e o frio intenso, há também possibilidade de queda de neve nas regiões serranas do Rio Grande do Sul, no oeste, sul, meio-oeste e planalto norte de Santa Catarina, bem como em áreas do sul e sudoeste do Paraná, entre o fim de tarde e noite de quinta-feira (20), na sexta-feira (21) e no sábado (22)”, explicou o Inmet.

Com informações da Agência Brasil

Publicidade