04 de dezembro de 2020 Atualizado 23:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Omar rebate lista de necessidades divulgada pela Acia

Prefeito fala que o documento indica “desconhecimento” da máquina pública e define alguns pontos como “injustos e até inverídicos”

Por Marina Zanaki

28 out 2020 às 08:44

O Prefeito Omar Najar (MDB) divulgou na noite desta terça-feira (27) uma nota rebatendo a lista de necessidades divulgada pela Acia (Associação Comercial e Industrial de Americana) na semana passada com demandas para a próxima gestão.

Na nota assinada pelo chefe do executivo, Omar fala que o documento indica “desconhecimento” da máquina pública e define alguns pontos como “injustos e até inverídicos”. A associação, por sua vez, disse que reconhece os avanços da atual gestão (leia abaixo).

O prefeito destacou que deu preferência a concursados em cargos de chefia e argumenta que fez uma gestão buscando corte de custos e de privilégios – a Acia pede no documento a redução de despesas e critérios técnicos para nomeação dos próximos secretários.

Um dos serviços com mais apontamentos pela Acia, o DAE também foi defendido por Omar. Ele lembrou que a autarquia tinha dívida de R$ 40 milhões quando assumiu e que ao longo do tempo fez R$ 100 milhões em investimentos.

Omar enumerou obras como construção de novos reservatórios, nova ETE, nova captação, quilômetros de rede, redução no número de vazamentos, novas estruturas e aperfeiçoamento do sistema de manutenção.

“Diferentemente do que foi apontado como ‘condução ineficaz’, é graças à saúde financeira atual que está sendo possível viabilizar com recursos próprios a reforma da ETE Carioba e planejar sua ampliação”, afirmou.

O prefeito escreveu que dois pedidos feitos pela Acia – privatização do DAE e redução da tarifa – não são compatíveis. “Nosso município fez grandes investimentos na área de saneamento e tem uma das tarifas mais baratas da região”, destacou.

Omar disse ainda que a despoluição da Gruta Dainese, outro item que consta no documento divulgado pela Acia, só ocorrerá graças à ETE da Balsa, retomada na atual administração; e que o pedido de revisão do PDDI (Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado) “causa espanto” pois há um projeto de lei em tramitação na câmara, que foi objeto de audiências públicas.

“Em que pese o direito de expressão da Acia, entendemos como injustos vários pontos, alguns deles até inverídicos. Por outro lado, não se pode esquecer que assumimos a prefeitura numa circunstância que o município estava praticamente falido e que, a duras penas, conseguimos equilibrar a balança, fazendo investimentos de grande relevância para nossa cidade. Não foi possível fazer tudo, sabemos disso. Mas temos a certeza de que vamos entregar o município para o futuro prefeito muito melhor do que se encontrava há seis anos”, finalizou o chefe do executivo.

ASSOCIAÇÃO
A Acia disse, após a nota divulgada pelo prefeito, que reconhece o valor do que já foi feito pela administração de Omar Najar e negou qualquer intenção de avaliar negativamente a atual gestão.

“O que foi expresso se refere sim as aspirações futuras dos cidadãos e empresários democraticamente consultados. E proporcionam a continuidade de um diálogo futuro. A grande motivação é que o novo administrador tenha igual relação de cordialidade com as entidades como tivemos até o momento”, diz a nota da associação.

“Reconhecemos sim que o Prefeito Omar Najar fez o que era possível e dentro das condições, frente às situações que encontrou. E as Propostas se referem as perspectivas futuras. Em momento algum teve o intuito de ser uma avaliação com teor negativo da presente administração”, disse Acia.

A associação finalizou lembrando que o prefeito foi comunicado da existência das propostas por meio de um ofício enviado no dia do anúncio à imprensa, no dia 23 de outubro.

Publicidade