Omar propõe reajuste de 3,94% e cesta de R$ 610

A proposta do prefeito será votada por servidores públicos associados ao sindicato a partir desta sexta-feira


O prefeito de Americana, Omar Najar (MDB), propôs nesta quinta-feira um reajuste de 3,94% no salário dos servidores públicos municipais e aumento de 8,35% no valor da cesta básica, que passaria dos atuais R$ 563 para R$ 610. A oferta referente ao salário contempla só a inflação.

O chefe do Executivo ainda se comprometeu a dobrar de R$ 100 mil para R$ 200 mil por mês o valor reservado para pagamento de licenças-prêmio – segundo o governo, o depósito desse benefício havia sido cancelado em 2011 e foi retomado em janeiro deste ano.

A oferta de Omar, feita em reunião com líderes do SSPMA (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Americana), será votada por servidores públicos associados ao sindicato a partir desta sexta-feira, em assembleias setoriais que terminam no dia 19. Se aprovada, um projeto instituindo o reajuste terá de ser votado pela câmara.

Apesar de estar acima da inflação, o aumento proposto na cesta prevê a suspensão de uma ação judicial na qual o sindicato da categoria cobra uma elevação de 6,6% no valor do auxílio-alimentação, de acordo com a própria entidade. É que, em 2017, a prefeitura não reajustou a cesta, por isso o sindicato foi à Justiça exigir reposição idêntica a que ocorreu nos salários naquele ano.

O sindicato queria 2%, além da correção das perdas, mas Omar já tinha descartado qualquer coisa acima da inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), como noticiou O LIBERAL na quarta-feira.

O presidente do sindicato, Antônio Adilson Bassan Forti, o Toninho Forti, disse que a proposta poderia ser melhor. “Mas foi o que conseguimos a partir do que foi colocado pelo prefeito que era o que o município poderia assumir.”

Toninho considerou positivo o compromisso de definir um mínimo de R$ 200 mil para as licenças-prêmio. “Acho que houve um avanço em relação a estabelecer um mínimo para pagamento de licença prêmio (R$ 200 mil), e houve compromisso de que em havendo recurso ele pagaria mais”, afirmou o líder sindical.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!