Prefeito aponta ‘choque de gestão’ e exonera Mirella

A médica pneumologista esteve na secretaria desde o início do governo Omar Najar (PMDB) e teria entregue a carta de demissão nesta segunda


A secretária da Saúde de Americana, Mirella Povinelli, foi exonerada da Secretaria da Saúde na noite desta segunda-feira (10). A médica pneumologista esteve na secretaria desde o início do governo Omar Najar (PMDB), mas foi trocada por um processo de “choque de gestão”, segundo o prefeito. O atual secretário de Negócios Jurídicos, Alex Niuri, assume a pasta e segue interinamente na Pasta de Negócios Jurídicos.

Depois que conquistou a reeleição em 3 de outubro, o prefeito disse que esperava uma carta de demissão de todos os diretores e secretários até o dia 31 de dezembro para remontar o governo. Na semana passada, no entanto, a secretária teria sinalizado que não havia entregue a carta e que tinha interesse em continuar à frente da Saúde. Durante coletiva de imprensa, ela chegou a brincar que a “missão” ainda estava “meio-cumprida”.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Na semana passada, Mirella foi alvo de críticas de um diretor da OS (Organização Social) Plural em função de problemas no cumprimento do contrato

Na semana passada, Mirella foi alvo de críticas de um diretor da OS (Organização Social) Plural em função de problemas no cumprimento do contrato entre Executivo e instituição. Durante entrevista em uma rádio na tarde desta segunda-feira, o prefeito disse que vem recebendo pedidos de exoneração e que as trocas acontecerão.

“Nós precisamos fazer um choque de gestão novamente para melhorar. Nós vamos fazer uma mudança em todas (as áreas), os secretários estão aqui de passagem, assim como eu. De vez em quando podemos tomar uma decisão um pouco drástica e não podemos manter do jeito que se encontra”, disse.

Niuri, nomeado novo titular da Pasta no Diário Oficial de hoje, disse que a ideia principal é dar continuidade ao trabalho que vinha sendo feito por Mirella. “É uma missão muito importante que foi dada e a gente pretende, no curto espaço de tempo, sanar as dificuldades. Tem bastante coisas já em curso do trabalho que a Mirella vinha executando”, disse.

Por se tratar de uma Pasta importante e de orçamento vasto, Niuri disse também que não poderia assumir a Saúde de forma interina e que no primeiro momento irá acumular as duas pastas, sendo a de Negócios Jurídicos de forma interina.

O novo secretário explicou que a Plural deverá ser substituída pela OS que ficou em segundo lugar na concorrência, mas que a ideia central é que no futuro não haja terceirizações na rede.

“A ideia é evitar as terceirizações, a Plural surgiu em um momento importante de calamidade na saúde. Hoje ela segue no hospital, mas não no âmbito da rede. Estamos mapeando a situação atual, mas o município tem que ter a própria rede”, disse.

Na última semana, comando foi ‘atacado’ por OS

A Prefeitura de Americana divulgou que a troca da secretária da Saúde não tem relação direta com as acusações feitas pelo diretor da OS Plural de que Mirella Povinelli teria mentido a respeito do pagamento de médicos terceirizados.

A troca aconteceu, segundo o Governo, em função de mudanças naturais da administração. O diretor da Plural, Olavo Tarricone Filho, afirmou que mesmo tendo um débito com o Executivo, o rompimento da prestação de serviços para a Saúde se deu por falta de entendimento entre instituição e secretaria.

“O problema é com a Secretaria Municipal de Saúde porque eles mentem. Em julho não pagou, agosto não pagou e não deu entrada no mês de setembro. E eles dizem aos médicos que pagaram, me deixando em uma situação complicada”, afirmou Tarricone na última quinta-feira.

A falta de pagamentos a médicos implicou na ausência de profissionais nos prontos-socorros e até mesmo na pediatria, inaugurada sem pediatras na semanas passada. A reportagem não localizou Mirella para comentar a saída.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora