25 de janeiro de 2022 Atualizado 23:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

TAPETE VERDE

Ocupação de aguapés na Represa do Salto Grande cai para 5%

Em 2018, 24% da extensão estava coberta pelas plantas; volume removido em 2021 poderia encher 340 piscinas semiolímpicas

Por Rodrigo Alonso

12 jan 2022 às 09:27 • Última atualização 12 jan 2022 às 09:28

A ocupação de aguapés na Represa do Salto Grande, em Americana, estava em 5% na última quarta-feira, segundo a CPFL Renováveis. A título de comparação, em 2018, 24% da extensão estava coberta pelas plantas, que podem indicar poluição.

Área ocupada pelas macrófitas é de 60,1 hectares, de acordo com a CPFL – Foto: CPFL / Divulgação

Segundo a companhia, no último ano, houve 26.135 viagens de caminhão para remoção das macrófitas. Esse volume poderia encher 340 piscinas semiolímpicas. Em termos de área controlada, a limpeza atingiu 258 hectares, o equivalente a 313 campos de futebol.

“O reservatório encontra-se em situação estável e controlada, apresentando, atualmente, uma área ocupada por plantas flutuantes de apenas 60,1 ha”, diz a CPFL. Em abril de 2020, conforme o LIBERAL noticiou à época, os aguapés ocupavam 7,5% da represa.

Nesta sexta, o secretário municipal de Meio Ambiente, Fábio Renato de Oliveira, acompanhou os trabalhos de retirada no local, acompanhado do engenheiro de meio ambiente da CPFL Renováveis, Daniel Daibert.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

“Com novos equipamentos poderemos ter uma boa produtividade e avançar com as ações de melhoria na área, além da luta do prefeito Chico Sardelli (PV) para a despoluição e recuperação da represa. Vamos continuar com a fiscalização das ações e empenho para melhorarmos nossa represa, em parceria com a CPFL”, disse o secretário, via assessoria de imprensa.

Publicidade