Novo prédio da Câmara de Americana será no Terramérica

Espaço foi escolhido porque obra ficará mais barata e rápida, diz presidente do Legislativo americanense, Luiz da Rodaben (PP)


O novo prédio da câmara de Americana será construído no Jardim Terramérica, segundo o presidente do Legislativo, Luiz da Rodaben (PP). O espaço, entre as ruas Roberto Jensen, Padre Oswaldo Vieira de Andrade e Avenida Gioconda Cibin, foi escolhido porque vai permitir uma obra mais barata e rápida do que no Jardim Tripoli, de acordo com o vereador. O terreno tem 13 mil metros quadrados, segundo Rodaben.

A área seria doada para o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para a construção de um Fórum trabalhista, mas o órgão desistiu por falta de dinheiro.

É o terceiro espaço destinado à nova câmara. Rodaben quer construir sede própria para sair do aluguel de R$ 57 mil mensais pagos pelo uso do imóvel no Jardim Girassol, na região central.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal_28.10.2019
Área está localizada no Jardim Terramérica

Inicialmente, o Legislativo seria edificado na Avenida da Saúde, em frente à rodoviária, mas a inclinação do terreno encareceria a obra, e por isso Rodaben optou pela área no Jardim Tripoli. Após a desistência do TRT, porém, o prefeito Omar Najar (MDB) ofereceu esta terceira área à câmara.

No imóvel em frente à rodoviária, Rodaben estimava um gasto de aproximadamente R$ 14 milhões, que ficaria de 40% a 50% menor no Tripoli (algo em torno de R$ 8,5 milhões). Agora, sem precisar os gastos, ele prevê que vai economizar mais cerca de R$ 1 milhão para construir no Terramérica.

Segundo Rodaben, a grande vantagem é que o novo terreno é plano, o que vai evitar custos com terraplanagem. “Não precisa fazer nada de terraplanagem, nós temos praticamente a mesma área, 13 mil metros”, afirmou o presidente do Legislativo. “Imagina uma área com 13 mil metros você levantar 2 metros de altura para nivelar.”

Ouça a entrevista:


A licitação deve ser lançada em breve, afirma o presidente da câmara. A intenção é entregar o prédio até o final de 2020, quando termina sua gestão na presidência. “É uma obra rápida, pré-moldado, palitos que você monta, e dentro drywall”.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora