05 de junho de 2020 Atualizado 22:27

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Notificações disparam entre profissionais de saúde

Em Americana, número saltou de apenas uma para 18 casos suspeitos em 7 dias; sindicato vê mudança no protocolo de ocorrências suspeitas

Por Marina Zanaki

28 mar 2020 às 08:21 • Última atualização 28 mar 2020 às 08:41

Foto: People photo created by freepik - www.freepik.com
Prefeitura de Americana indicou que o risco de contágio é sempre maior entre os profissionais que estão na linha de frente

As notificações de casos suspeitos de coronavírus entre profissionais da saúde dispararam em Americana. Na sexta-feira da semana passada, havia apenas um caso investigado. Até ontem, eram 18 casos suspeitos.

A Prefeitura de Americana indicou que o risco de contágio é sempre maior entre os profissionais que estão na linha de frente, em contato permanente com os pacientes, independente do uso correto de EPI (Equipamento de Proteção Individual). “Uma das principais causas de aumento no número de notificações de funcionários da saúde é que eles são obrigados a permanecer em isolamento por 15 dias, caso tenham alguns sintomas gripais, conforme os critérios para isolamento do Ministério da Saúde”, explicou a prefeitura.

Presidente do Sindicato da Saúde de Campinas e Região, Leide Mengatti observou que, enquanto na semana passada a entidade recebeu apenas denúncias de funcionários por falta de EPIs, principalmente máscaras, esta semana teve início a notificação de trabalhadores afastados com suspeita.

O sindicato foi informado de 38 casos na região. Leide acredita que, após ter sido declarada transmissão comunitária no País nesta semana, sem precisar do registro de viagem a outro país, o registro de casos aumentou.

CASOS. A prefeitura informou que não seria possível descrever os casos suspeitos, apontando as profissões exercidas e o local de trabalho.

O Sindicato dos Servidores de Americana disse que não recebe notificação dessas suspeitas, mas uma funcionária do setor afirmou que há profissionais do Hospital Municipal afastados por suspeita.

O Hospital Unimed informou que possui funcionários em isolamento domiciliar precoce pois tiveram contato com casos suspeitos da doença. A empresa informou que nenhum apresenta sintoma.

O São Lucas Saúde respondeu que todas as notificações são enviadas para Vigilância Epidemiológica. O Samaritano disse que não possui funcionário afastado.

Tanto os convênios médicos quanto a Secretaria de Saúde garantiram que os profissionais têm acesso aos equipamentos de proteção individual.

Americana contabiliza 35 casos suspeitos de coronavírus. A coleta de sangue tem sido realizada apenas em casos graves e em profissionais da saúde.