07 de maio de 2021 Atualizado 13:59

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Saúde

Na reta final da primeira fase, campanha da gripe vacinou só 31% em Americana

Foram aplicadas 7.517 doses, mas a estimativa é que público-alvo seja composto por 24.221 pessoas

Por Marina Zanaki

29 abr 2021 às 16:37

A pouco mais de uma semana do fim da primeira fase da campanha contra gripe, Americana imunizou apenas 31% do grupo prioritário. Balanço divulgado pela Secretaria de Saúde nesta quinta-feira (29) aponta que foram aplicadas 7.517 doses desde o início da campanha, em 12 de abril. O público-alvo da primeira fase, que se encerra em 10 de maio, é composto por 24.221 pessoas.

O número de pessoas nos grupos prioritários é informado pela Secretaria Estadual da Saúde, com base no histórico de campanhas anteriores, principalmente a de 2020. A meta é proteger 90% de cada público-alvo.

Em Americana, a menor cobertura está entre as puérperas (27%) e as gestantes (28%). Já as crianças entre seis meses e menores de seis anos, grupo que soma quase metade do público-alvo da primeira etapa, têm 34% da população vacinada. A maior cobertura está entre os profissionais da saúde (37%).

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

Diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações, Flavia Bravo conversou com o LIBERAL no início da campanha da gripe. Ela ressaltou a importância dos grupos prioritários se vacinarem para ajudar a desafogar o sistema de saúde.

“É importante procurar a vacina contra gripe, principalmente em situação de pandemia. Ela não protege contra Covid, mas protege contra outra causa de síndrome respiratória aguda grave, facilita o diagnóstico do profissional de saúde e desafoga o sistema de saúde, que está em colapso em muitos municípios”, recomendou a médica.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Doses estão disponíveis em todos os postos de saúde
A vacinação segue paralela à campanha contra a Covid-19. As doses que protegem da Influenza estão disponíveis em todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h.

Para receber a vacina é preciso a apresentação de um comprovante de endereço. Já em relação às crianças, além do comprovante de residência, também é obrigatória a apresentação da carteira de vacinação.

Séries, filmes, games, quadrinhos: conheça o Estúdio 52.

Tanto as gestantes como as puérperas devem levar também o cartão de pré-natal como comprovante, já os profissionais de saúde devem apresentar um holerite ou carteira de trabalho, comprovando que estão em atividade no município.

A segunda etapa está programada para iniciar no dia 11 de maio, com aplicação da vacina em idosos com mais de 60 anos e professores.

A terceira e última fase começa em 9 de junho, com foco nas pessoas com comorbidades, com deficiência, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, portuários, forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, servidores do sistema prisional, detentos e adolescentes sob medida socioeducativa.

Publicidade