Multas de trânsito em Americana recuam 18% em janeiro

Radares eletrônicos de Americana flagraram menos infrações nas ruas e avenidas em relação a dezembro


O número de multas de trânsito emitidas com base na fiscalização por radares de velocidade de Americana caiu 18% em janeiro, na comparação com dezembro. Foram 3.982 infrações flagradas pelos equipamentos, média de 128 por dia, ou cinco por hora. Em dezembro, foram 4.848. Janeiro também registrou o menor número de autuações desde maio de 2019, quando houve 3.528.

Já o número de multas emitidas manualmente por agentes de trânsito cresceu 18% – de 3.350, em dezembro, para 3.958, em janeiro. Entre essas penalidades estão aquelas emitidas para quem estaciona sem pagar na Área Azul.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Em janeiro, fiscalização por radares em Americana foi responsável por 3.982 multas aplicadas

As infrações flagradas pelos agentes têm aumentado desde agosto, justamente quando as autuações passaram a valer nas vagas de estacionamento rotativo.

Autoridade de trânsito na cidade, o secretário-adjunto Eraldo Camargo, disse por meio da assessoria de imprensa que não seria possível avaliar os números ontem.

Radares

Americana tem radares em 14 pontos da cidade. Neste mês, o prefeito Omar Najar (MDB) anunciou que mandou instalar também um aparelho na Avenida Europa, via onde um homem morreu atropelado dia 16 deste mês.

O taxista Silvio Alves, que trabalha no ramo há dez anos em Americana, diz que a maioria dos motoristas não respeita muito os limites de velocidade. O que acontece, acredita, é que os condutores reduzem perto da fiscalização. “[O pessoal] Já sabe onde estão os radares”, afirma o taxista.

Os medidores de velocidade passam por aferições periódicas do Ipem (Instituto de Pesos e Medidas), que atesta se os aparelhos estão funcionando corretamente. Na semana passada, o instituto vistoriou três dos aparelhos e os aprovou, o que significa que estão liberados para funcionar por mais um ano. Os demais já haviam passado por aferição.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora