29 de junho de 2022 Atualizado 21:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

São Manoel

Mulher mata namorado com um golpe de faca em Americana

Mulher confirmou a facada, mas disse que achava se tratar de um ferimento leve

Por Paula Nacasaki

18 de maio de 2022, às 12h06 • Última atualização em 18 de maio de 2022, às 18h45

Uma mulher de 34 anos matou com um golpe de faca o namorado de 52, em sua casa, no bairro São Manoel, em Americana. O crime ocorreu no último domingo (15), mas o corpo só foi localizado nesta terça-feira (17).

A vítima era um coletor de reciclados e foi identificada como Sidnei Saura.

Sidnei Saura tinha 52 anos – Foto: Reprodução / Facebook

Segundo informações do boletim de ocorrência, um conhecido de Sidnei foi a sua casa na segunda-feira (16), na Rua São Thiago, deixar uma marmita porém, como não conseguiu contato, deixou a refeição em uma cadeira na entrada.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Na terça feira (17), por volta de 20h, o amigo retornou ao imóvel de Sidnei para levar outra unidade de comida e a marmita levada anteriormente estava em outro local. Desta vez ele olhou para dentro da residência por uma janela e encontrou o coletor de reciclados deitado na cama e chamou os socorristas pelo 193.

A Polícia Civil também foi acionada, constatou o óbito e, pelo estado do corpo, afirmou que o homicídio teria ocorrido há alguns dias. No bolso da vítima encontraram uma garrafa de corote, um canivete e uma foto antiga de duas moças, com dedicatória assinada por uma delas. De acordo com familiares, a foto foi assinada por uma amiga de infância do coletor.

Uma das suspeitas pelo homicídio, a namorada de Sidnei, foi levada à delegacia de Americana. Em seu depoimento, a mulher confessou que atingiu Sidnei com uma facada no domingo (17), mas não esperava que ele morresse com a agressão, que acreditou no momento se tratar de um ferimento leve.

Em seu testemunho ela relatou também que estava na casa do namorado e teriam brigado. Segundo ela, Sidnei teria a ameaçado de morte com um facão e, por esse motivo ela revidou, pegou uma faca e o atingiu no ombro. Depois disso, saiu do local e foi para casa do pai, pois acreditou que ele estivesse apenas ferido.

Ainda durante o depoimento, ela explicou que na madrugada desta terça-feira retornou a casa de Sidnei para pedir desculpas e o encontrou morto. Depois do registro da ocorrência a mulher foi liberada, mas foi apontada como autora do crime.

Segundo familiares e amigos de Sidnei, o coletor era um homem simples, querido, tranquilo e sem inimigos. Disseram ainda que ele era usuário de alcool e tinha um relacionamento conturbado há dois anos com a namorada.

Um boletim de ocorrência foi registrado no 4° DP (Distrito Policial) de Americana como homicídio e o caso será investigado.

Publicidade