Motoristas de aplicativos protestam em Americana

Profissionais reclamam de multas aplicadas guarda em pontos de embarque e desembarque e cobram mais segurança


Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Com o lema “Menos multa, mais segurança” pelo menos cinquenta motoristas se encontraram no estacionamento do Parque Ecológico

Motoristas de aplicativos de Americana se reuniram nesta quarta-feira (5) de manhã para protestar contra multas aplicadas pela Gama (Guarda Municipal de Americana) em pontos de embarque e desembarque da cidade. Segundo eles, a penalidade, na maioria dos casos, não se justifica. Os motoristas também reivindicam mais segurança e se dizem preocupados com a escalada da violência contra os profissionais que atuam na área.

Com o lema “Menos multa, mais segurança” pelo menos cinquenta motoristas se encontraram no estacionamento do Parque Ecológico e depois saíram em carreata pela Avenida Brasil para chamar a atenção para os dois problemas. As multas aplicadas pela Gama, segundo eles, ocorrem em pontos de embarque e desembarque da cidade, como praça Comendador Muller e Terminal, mas é na Rodoviária que são mais frequentes.

“A gente não pode nem encostar com o carro para deixar ou pegar passageiro e já é multado”, protestou a motorista Rosangela Nóbrega. Ela foi autuada na rodoviária duas vezes no mesmo dia. A situação já ocorreu com vários outros motoristas. Eles tentaram evitar a repetição da penalidade parando no estacionamento, mas mesmo assim estão sendo autuados. “Fui multada no estacionamento com a alegação de que meu carro estava torto. Isso é um absurdo”, disse Márcia Fernandes, outra motorista que participou do protesto.

“Somos todos trabalhadores e estamos acuados. Por um lado somos multados sem motivos, por outro somos vítimas de bandidos. Estamos no meio e sem ajuda de ninguém”, destacou Roger Azevedo. Ele informou que a onda de assaltos contra os motoristas de aplicativos está crescendo. “Por medo, muito motorista não registra ocorrência. Mas todos os dias ficamos sabendo de novos casos”. Segundo Roger, os motoristas reivindicam sinalização para embarque e desembarque na Comendador Muller, Estação Ferroviária e Rodoviária e também rondas policiais mais intensivas nos bairros com incidência maior de assaltos.

Ao final da carreata, um grupo de representantes da categoria se reuniu com o comandante da Guarda, Marcos Guilherme. “Ele disse que encaminhará nossas reivindicações”, informou Roger.

Procurado, Guilherme não respondeu aos questionamentos sobre as queixas dos motoristas contra as multas até o fechamento desta matéria.

Segurança. De acordo com o major da Polícia Militar, Rogério Nascimento Takiushi, a falta de padronização dos veículos por aplicativo dificulta a ação da PM. “A padronização facilita a abordagem e vistoria dos veículos quando estão com passageiros. Os carros de aplicativos são veículos particulares sem qualquer distinção. Por este motivo torna-se difícil atender uma solicitação para essa categoria”, compara. A lei municipal que autoriza o serviço de transporte por aplicativo no município está em vigor desde 17 de julho de 2017, mas ainda não foi regulamentada pela Prefeitura. Questionada, ela não deu retorno sobre o assunto até o fechamento desta matéria.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!