Moradores do Santa Cruz e do Boa Vista sofrem com furtos

Vítimas perderam eletrodomésticos, joias e até mesmo comércios foram alvos dos ladrões, Gama diz que vai reforçar patrulhamento na região


Moradores do Residencial Santa Cruz, na região do Jardim Boa Vista, em Americana relatam uma onda furtos em residências no último ano. Mesmo investindo em equipamentos e empresas de segurança, os residentes sentem-se inseguros.

Uma das moradoras afirma ter tido um prejuízo de mais de R$ 20 mil. Comércios próximos também já foram vítimas da ação criminosa e, de acordo com a Polícia Militar, três boletins de ocorrência relacionados a furtos foram registrados nos últimos meses.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Onda de furtos vem preocupando moradores das região do Boa Vista, em Americana

Um dos moradores, que vive na Rua Valentim Feltrin, está revoltado com a situação. No último sábado (4), sua casa foi alvo dos ladrões e ele só não teve prejuízos financeiros por conta do sistema de alarme, que disparou no momento do crime.

Ainda assim, ele explica que a preocupação com segurança existe, já que seus vizinhos perderam bens. “A gente fica inseguro, você não sabe se quando voltar para sua casa vai encontrar alguém dentro dela, ou se vai encontrar a casa revirada, ou se levaram todos seus bens embora. Engraçado que todos os vizinhos registraram a ocorrência e mesmo assim não vemos o aumento de viaturas”, desabafou.

Ele relatou ainda que um uma loja de móveis que estava localizada na Avenida Geraldo Gobbo até se mudou, justamente por conta dos diversos furtos no local. O comércio foi procurado para comentar o assunto, mas não quis se manifestar.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Prejuízo em uma das casas furtadas chega a R$ 35 mil, segundo moradora, mas parte do prejuízo será ressarcida pelo seguro

Moradora da mesma rua, uma mulher teve sua casa furtada no dia 8 de Julho deste ano. Os ladrões levaram três televisores, dois notebooks, duas máquinas fotográficas, um videogame Xbox, perfumes, bebidas alcoólicas, bijuterias, joias e outros eletrodomésticos.

Seu prejuízo só não foi maior porque a seguradora reembolsará os eletrodomésticos, que ela acredita estarem avaliados em R$ 15 mil. Já o dano com joias e outros pertences furtados, que não são assegurados, chega a R$ 20 mil.

“Eles levaram tudo, joias, bijuterias, eu não tenho uma anel para por no dedo pra você ter ideia”. Ela mora no bairro há mais de 20 anos e diz que os casos têm se tornado frequente no último ano.

Foto: Arquivo / O Liberal
Guarda Municipal de Americana afirmou que vai intensificar o patrulhamento na região

“A gente ouvia falar de um furto ou outro, mas agora está de mais, é praticamente um roubo por semana. Está complicado, a gente não vê uma viatura passando. A gente fica refém dessa situação, gasta para trocar fechadura, você investe em segurança, mas é uma falsa segurança, porque seguro mesmo você não está”, desabafa a mulher.

Outra vítima é uma moradora da Rua Natal Minarello, que teve sua casa furtada no dia 9 de Abril. A mulher perdeu R$ 7 mil entre espécie e joias. Os ladrões entraram na casa pelo portão social usando uma chave micha e quebraram a janela da sala de jantar.

“Eles levaram o dinheiro que a gente tinha para passar o mês, o dinheiro estava clipado com os boletos para serem pagos, pegaram os cofrinhos das minhas filhas, joias, bijuterias e saíram como se fossem moradores da casa”, relata a vítima.

Foto: Alexandre Carvalho - A2img
Polícia Militar disse que nos horários de pico, as rondas são concentradas em áreas comerciais, onde é maior o índice de crimes

Os furtos acontecem do mesmo modo nos estabelecimentos comerciais das imediações. uma oficina de automóveis localizada na Avenida Geraldo Gobbo foi alvo de ladrões duas vezes no ano passado. Os criminosos entraram no comércio e um carro que estava em manutenção no local foi levado, sendo que ninguém notou o furto.

Sobre a segurança no bairro, a Polícia Militar e a Gama (Guarda Municipal de Americana) foram consultadas. A PM informou que nos horários em que os furtos foram registrados, as viaturas da companhia estão com o policiamento voltado principalmente às áreas comerciais, locais em que se concentra a maior incidência de furtos.

A Gama informou, por meio de assessoria de imprensa, que o patrulhamento é realizado em todos os bairros de Americana e em todos os turnos, mas reforçou que há uma viatura específica responsável pelo patrulhamento na região do Santa Cruz.

A autarquia disse ainda que há ações específicas, em parceria com as polícias Civil e Militar, a fim de coibir os crimes. Por fim, a corporação afirmou que vai adequar o patrulhamento aos horários das ocorrências relatadas pelas vítimas.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!