Moradores do Boer cobram melhorias depois de reunião

Grupo esteve com o prefeito Omar Najar, mas as providências pouco resolveram


Um mês após reunião com o prefeito Omar Najar (MDB) e secretários municipais para discutir os problemas do Jardim Boer e melhorias para o bairro, pouca coisa mudou. A informação é de Francesco Coscarelli, representante da região que reclama de descaso e abandono pelo poder público.

“A gente sabe muito bem quando a prefeitura se faz presente ou não em um bairro. Aqui, estamos abandonados e esquecidos. O que fizeram foi um trabalho ‘meia-boca’”, reclama Coscarelli, fazendo referência às providências adotadas pela prefeitura após a reunião com Najar e seus assessores no gabinete.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal
Prefeitura informou que a chuva dos últimos dias a atrasou os serviços

Além de conversar pessoalmente com o prefeito, Coscarelli protocolou abaixo-assinado com 350 nomes de moradores, relacionando as reivindicações do bairro. A maioria diz respeito à limpeza e manutenção de áreas particulares e públicas.

Dois pedidos, segundo ele, foram atendidos parcialmente. A limpeza em área municipal e a recuperação das galerias de água pluvial. “Os serviços foram iniciados, mas não prosseguiram”, diz.

Segundo Coscarelli, os moradores pedem que a administração limpe as áreas públicas e notifique os proprietários de áreas particulares a fazerem o mesmo. Além de limpar os terrenos, eles reivindicam que os donos façam a calçada.

Coscarelli justifica a necessidade da limpeza, citando o aparecimento de escorpiões no bairro. O representante dos moradores cita que a APP (Área de Preservação Permanente) do bairro também precisa ser limpa, o que ainda não foi feito.

RESPOSTA

A Prefeitura destaca em nota que os dias de chuva das últimas semanas atrasaram algumas ações que estão sendo feitas pela administração municipal Jardim Boer e informa que todos os proprietários de áreas particulares foram notificados pela fiscalização.

No comunicado, a prefeitura também informa que os serviços de galeria e reparos foram feitos. Sobre a APP, a nota da administração diz que o serviço será feito, mas que está em processo de autorização junto à Secretaria do Meio Ambiente.

A Prefeitura informa ainda que as placas de sinalização indicando o caminho até o ecoponto – outra reivindicação dos moradores – estão sendo confeccionadas e serão “colocadas em breve”. Sobre a construção de lombadas, outro pedido, a administração informa que o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) não recomenda mais esse tipo de redutor de velocidade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!