Moradores de três bairros relatam falta de garis

Situação foi informada no Jd. Brasil, Cariobinha e Parque das Nações; prefeitura diz que vai verificar


Foto: Divulgação
Praça localizada no Cariobinha, onde moradores estão fazendo o serviço de limpeza

Varredores sumiram das ruas, segundo os relatos de moradores de três bairros de Americana: Jardim Brasil, Cariobinha e Parque das Nações. A prefeitura não diz se há déficit de garis, e informou que vai verificar as queixas.

“Eu fiz uma limpeza aqui na frente de casa, deu dois carrinhos de mão de folha”, afirma o contador Sergio Whitaker, 63, que mora no Cariobinha e diz que não vê os garis há pelo menos quatro meses – ele conta que, antes disso, duas vezes por semana um profissional de limpeza passava na via onde mora, a São Benedito.

Whitaker repete a rotina de limpeza toda segunda, quarta e sexta-feira. Há uma praça com sibipirunas em frente à sua casa, e as folhas se acumulam, o que piora a situação. Whitaker diz que o local já teve problemas com enchentes e teme que a situação seja agravada pela falta de garis. “Toda essa sujeira vai para o bueiro. Vai começar a época das chuvas, você já viu, piora a situação.”

Ele disse que, quando liga para a prefeitura, recebe a informação de que o problema deve ser solucionado em 30 dias, o que não acontece.

No Parque das Nações, o aposentado Adriano Celistrino, 53, tem de varrer a rua em frente à sua casa todo dia. Ele diz que já faz quatro anos que não vê os varredores com regularidade. Celistrino mora na Rua Aurélio Cibin, perto de um terreno com árvores. “Todo dia é uma tranqueira danada, e quando chove, vem tudo na porta da minha casa”, conta.

O também aposentado Eduardo Cotrin, 56, conta que os garis não aparecem há dois ou três meses no Jardim Brasil.

O governo afirmou que as reclamações serão verificadas e que o serviço é realizado de acordo com um cronograma previamente estabelecido. Hoje, a cidade tem 109 varredores, 70 contratados pela empresa MB e 39 servidores públicos. Questionado se há déficit, o governo não respondeu. A administração não informou qual seria o número ideal de varredores para a cidade. Segundo a prefeitura, a situação não preocupa para a época de chuvas, pois está controlada.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora