Moradores de Americana são maioria em busca por vaga

Na última quinta-feira, quatro mil pessoas se cadastraram para uma das 65 vagas que ainda estão abertas


Moradores de Americana respondem por 70% dos desempregados em busca por uma vaga de emprego na futura unidade do supermercado Crema, em Americana. Na última quinta-feira, quatro mil pessoas se cadastraram para uma das 65 vagas que ainda estão abertas. A oportunidade também atraiu moradores de Santa Bárbara d´Oeste – os candidatos barbarenses foram o segundo em número na fila – e ainda de Nova Odessa, Sumaré e Piracicaba.

“Pelo número de pessoas dá para ter uma ideia do volume de pessoas desempregadas. É muita gente procurando emprego”, avalia o gerente da unidade de Americana, David Ribeiro. O supermercado contratará 219 funcionários para a nova loja. Desse total, 154 já haviam sido selecionados em maio durante o evento Emprega FAM. As 65 vagas restantes serão preenchidas pelos candidatos cadastrados na quinta-feira.

Foto: Willian Gregio / Divulgação
Candidatos aos empregos enfrentaram fila gigante na última quinta-feira

Uma equipe de sete pessoas se encarregou de receber os currículos e entrevistar as pessoas que responderam ao anúncio de emprego. O trabalho durou o dia todo e só terminou por volta das 20 horas. Ontem, o setor de Recursos Humanos da empresa trabalhava na seleção dos candidatos, a partir da análise dos currículos. Segundo Ribeiro, a empresa tem pressa. “Estamos contra o tempo. A loja será inaugurada na segunda quinzena de outubro”. De acordo com ele, os primeiros candidatos contratados já começam a trabalhar no dia 1º de outubro. Os demais faltando 10 dias para a entrega da unidade.

PERFIL

O perfil dos desempregados na disputa por uma das vagas é bem variado. Inclui desde adolescentes de 14 anos – que foram levados pelos pais e sonham com uma oportunidade como menor aprendiz – até pessoas com mais de 60 anos que buscam uma recolocação no mercado de trabalho. Além da faixa etária ampla, também chamou atenção da equipe responsável pelas entrevistas a diversidade de profissões e nível de escolaridade.

“Nós identificamos pessoas com nível superior e outras de áreas totalmente diferentes da nossa”, informa Ribeiro. Metalúrgicos, estudantes universitários de cursos variados, administradores de empresa, técnicos em logística, professor de artes cênicas e ator formam o perfil de alguns dos entrevistados. Ter conhecimento no ramo de supermercados é importante, mas segundo o gerente a seleção não será baseada nesse único critério.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!