Morador de Americana morre com suspeita de dengue

Aposentado Milton Benedicto morava no São Domingos; segundo boletim mais atualizado da prefeitura, o bairro havia registrado 12 casos até 2 de abril


Um homem de 69 anos morreu com suspeita de dengue em Americana nesta quarta-feira. O aposentado Milton Benedicto estava internado no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. Ele será sepultado às 10h30 desta quinta-feira no Cemitério da Saudade.

Foto: Facebook / Reprodução
Milton Benedicto tinha 69 anos e morava no São Domingos

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o paciente morreu por febre hemorrágica “a esclarecer”. Este é o primeiro caso de morte com suspeita de dengue na RPT (Região do Polo Têxtil) este ano.

Foi realizado o envio de material para o Instituto Adolfo Lutz, que vai determinar a causa da morte. “Os exames foram solicitados para dengue, febre amarela, febre maculosa e leptospirose”, disse a prefeitura.

A dona de casa Gerusa Ramella, de 41 anos, sobrinha de Milton, contou que ele já havia recebido o diagnóstico de dengue. O aposentado ficou internado por quatro dias no HM e recebeu alta no dia 31 de março.

Milton foi piorando com o passar dos dias e na manhã desta terça-feira retornou à unidade de saúde, onde foi internado novamente. “Ele não teve dengue antes e nunca ficou internado na vida. Até pagamos consulta particular, mas não teve jeito. Ele voltou para o hospital porque estava mal, não tinha nem cor”, lamentou.

BAIRRO. Milton era solteiro, não deixa filhos e residia no São Domingos. Segundo a familiar, ele foi nascido e criado no bairro. Ele trabalhou por muitos anos no Banco Mercantil e atuava na Paróquia São Domingos, ajudando em eventos e na pastoral do dízimo.

O casal Marli e Dirson Zerbeto, ambos com 50 anos, convivia com o aposentado no bairro e também na igreja. “Costumo dizer que ele tinha amizade tanto com quem fundou a igreja até os jovens de hoje. Desde os 20 até os 80 (anos), está todo mundo triste. Ele era muito alegre, vai fazer falta”, afirmou Marli.

A Prefeitura de Americana contabilizou, até o momento, 12 casos da doença no São Domingos – é um dos bairros de maior concentração. Segundo boletim mais atualizado enviado pelo município, na segunda-feira, foram 140 confirmações em toda a cidade, com 580 notificações aguardando resultado. Na RPT (Região do Polo Têxtil), são 479 casos desde o início do ano. Houve um aumento de 38% desde a semana passada, quando havia 345 confirmações.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!