Mesmo com terceirizada, UBS do Jaguari está sem médico

Empresa alegou dificuldade em realizar a substituição por conta do período do ano, no qual muitos médicos estão viajando


A UBS (Unidade Básica de Saúde) do Jaguari, em Americana, está sem médico desde dezembro. A profissional que atuava no posto, contratada da empresa terceirizada Hera, pediu demissão.

À Secretaria de Saúde, a empresa alegou dificuldade em realizar a substituição por conta do período do ano, no qual muitos médicos estão viajando. Ao LIBERAL, a empresa garantiu que um novo médico deve começar semana que vem.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Clique aqui e envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

A autônoma Luciene Felipe Sanches, de 47 anos, tenta há quase um ano conseguir passar com clínico geral na unidade para um encaminhamento com ginecologista. Ela conta que tinha horários agendados nos meses de fevereiro, julho e agosto, mas em nenhuma dessas ocasiões havia médico.

A paciente foi orientada a retornar em novembro, dezembro e janeiro, mas ainda não conseguiu ser consultada. “Uma médica atendeu minha mãe em dezembro, mas quando fui lá tentar ela já não estava. Pegaram o contato e disseram no posto que ligariam, mas espero e nada”, afirma.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Os postos de saúde da cidade sofreram, ao longo de 2019, problemas com agendas lotadas e falta de médicos. A Hera foi contratada em setembro, após proposta de R$ 1,892 milhão, para fornecer médicos às unidades.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora