Meio Ambiente cobra CPFL para limpeza de áreas

Concessionárias são responsáveis pela limpeza, roçada, retirada de entulho e sinalização nos espaços que possuem torres de energia em Americana


O secretário de Meio Ambiente de Americana, Odair Dias, recebeu na última terça-feira (26) representantes da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), para exigir o cumprimento da Lei Municipal 124/2018, que obriga concessionárias de energia elétrica pela limpeza, roçada, retirada de entulho e instalação de placas de sinalização em todos os espaços que possuem torres de energia elétrica na cidade.

Participaram do encontro Ciro Pereira, consultor de meio ambiente da CPFL; Manoel Pinheiro, gerente de operações da concessionária; e Donizete de Paula, subsecretário da UPJ (Unidades de Praças e Jardins da Secretaria de Meio Ambiente).

Foto: Manoela Fonseca / Prefeitura de Americana
Após reunião, CPFL se comprometeu com a execução de serviços em cumprimento de Lei Municipal

Odair Dias alertou que o não cumprimento da lei será passível de multa e que os serviços exigidos estão diretamente ligados à segurança e qualidade de vida das pessoas.

“A prefeitura irá acompanhar se as limpezas estão sendo feitas realmente e a Secretaria de Meio Ambiente está empenhada em contribuir para o bem estar da população. Não devemos ser omissos com a falta dessas manutenções e vamos fiscalizar, notificar e autuar se for preciso”, afirmou.

O gerente de operações da CPFL, Manoel Pinheiro, concordou com as necessidades exigidas e irá apresentá-las aos setores relacionados ao assunto da concessionária. “Vamos nos atentar e concretizar os serviços conforme a lei e foi proveitosa a reunião para pontuar ideias e esclarecer dúvidas”, disse.

Além do assunto citado, o secretário foi incisivo na questão das podas realizadas pela CPFL de forma que comprometem a estrutura das árvores, cobrando providências imediatas.

A concessionária concordou com as inferências e se prontificou a realizar as próximas podas com a supervisão da Unidade de Praças e Jardins, para que não haja mais ocorrência de tal natureza. Além disso, será elaborado um plano de manejo, erradicação e compensação ambiental para casos extremos.

O plano deverá ser apresentado pela própria CPFL e aprovado até o final do mês de março.

As informações são da assessoria de comunicação da Prefeitura de Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!