21 de setembro de 2020 Atualizado 22:02

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Meche volta e diz querer ficar em definitivo até o fim do ano

No dia 12 de dezembro, a câmara encaminhou o afastamento dele pelo INSS, mas perícia ainda não foi realizada

Por André Rossi

24 jan 2020 às 10:04 • Última atualização 24 jan 2020 às 10:13

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Meche esteve presente na primeira sessão legislativa de 2020

O vereador Marshelo Meche (PSDB) participou nesta quinta-feira (23) da primeira sessão da Câmara de Americana em 2020. A presença dele nas demais não é garantida, uma vez que sua passagem pela perícia do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ainda não foi realizada. A assessoria do vereador diz que não há data marcada.

No dia 12 de dezembro, a câmara encaminhou o afastamento dele pelo INSS. O procedimento é padrão quando um funcionário apresenta atestados por duração superior a 15 dias em um período de 60.

No ano passado, em entrevista exclusiva ao LIBERAL, o vereador admitiu que é dependente químico e se arrepende de ter deixado “o mandato de lado” por causa do uso de cocaína.

Porém, Meche diz que está “recuperado” e quer voltar. “Quero continuar até o final do ano, quando termina meu mandato”, garantiu.

Afastado

Em junho de 2019, ele foi flagrado pela polícia com cocaína em um motel de Santa Bárbara d’Oeste e teve um princípio de overdose.

Ele se afastou da câmara após esse episódio até o dia 19 de setembro, e seguiu recebendo o salário de R$ 10,3 mil mensais normalmente neste período. Mandava só um atestado no dia da sessão, e, por isso, não tinha o valor descontado. Foi a três sessões em seguida, admitiu sua dependência química e voltou a faltar.

Publicidade