Máscara é vendida por R$ 9,99 em praça de Americana

Especialistas dizem que o item é recomendado apenas para pessoas com sintomas da doença


Em meio à correria e pânico para evitar formas de contágio, Richardson Barbosa Porto, de 48 anos, resolveu vender máscaras na rua em Americana, usando o próprio veículo como propaganda. Cada máscara sai por R$ 9,99 – ele disse que pagou R$ 5,40 em cada unidade. Especialistas dizem que o item é recomendado apenas para pessoas com sintomas da doença.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Richardson faz propaganda com próprio carro

“Eu paguei caro nessas máscaras para pegar para repassar, estou ganhando pouco, colocando margem mediana”, afirmou Barbosa, que tem uma empresa de propaganda, trabalha com segurança e portaria e faz curso técnico de transações imobiliárias.

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

Renato Bandeira de Mello, diretor científico da Sociedade Brasileira de Geriatria, diz que o uso de máscaras não é indicado para pessoas que não têm sintomas – nestes casos, poderia causar mais danos.

“Porque a pessoa leva muito mais vezes a mão ao rosto, para mexer na máscara, então isso poderia estar associado a maior risco de contaminação”, afirmou nesta segunda-feira.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” fala sobre a pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, e seus impactos nas cidades que fazem parte da RPT (Região do Polo Têxtil). Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora