Maria Giovana se filia ao PDT e lança pré-candidatura a prefeitura

Agora vinculada ao partido, vereadora cita inspiração no ex-prefeito Waldemar Tebaldi e faz aceno a 'amplitude democrática'


A vereadora Maria Giovana Fortunato (ex-PCdoB) assinou na noite desta quarta-feira (11) sua filiação ao PDT e lançou a pré-candidatura a prefeita de Americana. O evento aconteceu no salão de eventos Blumengarten Halle, na Vila Frezzarin, e contou com a presença do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, além de outras lideranças do PDT e políticos locais.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Durante discurso, Maria Giovana citou inspiração no falecido ex-prefeito Waldemar Tebaldi (PDT), eleito para quatro mandatos. O pai dela, o empresário José Ricardo Duarte Fortunato, foi vice de Tebaldi na eleição de 1996, mas a parceria acabou rompida ao longo do governo. José Ricardo estava no ato, mas não quis falar sobre o assunto.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Giovana durante o ato de filiação ao PDT

“O que eu mais admiro nesse homem [Tebaldi], e para mim vai ser referência nesse sentido, é a grande liderança de humildade que ele foi. As pessoas se sentiam acolhidas, ouvidas e valorizadas. Nosso projeto vai ter uma grande semelhança com o de Tebaldi. A capacidade de ouvir com humildade, de construir para quem mais precisa e de ter uma cidade melhor e digna para o seu povo”, disse Giovana.

A pré-candidata aproveitou o ato político para criticar novamente o reajuste da passagem de ônibus promovida pelo prefeito Omar Najar (MDB) no final do ano passado. Os problemas de abastecimento de água também foram citados.

Questionada sobre quem seria seu vice, Maria Giovana disse que as conversas ainda estão em andamento e que busca alguém que seja “referência ética de conduta”. As alianças para a chapa devem ser definidas após o encerramento da janela partidária, no dia 4 de abril.

“A gente tem conversado de maneira muito ampla. É o momento de fazer aceno a amplitude democrática da cidade. Nós entendemos que até o dia 4 de abril está todo mundo muito destinado a montar sua própria chapa. E esse segundo momento, de posições e de vice, vai acontecer quando a janela partidária fechar”, apontou a vereadora.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” aborda a substituição da mão de obra de pessoas mais velhas por outras mais novas na RPT (Região do Polo Têxtil), em 2019. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora