Mais de 28 mil imóveis receberam trabalhos da dengue em fevereiro

Trabalhos foram realizados pela equipe da empresa Sime Prag e por servidores do Programa Municipal de Controle da Dengue em Americana


As equipes de combate à dengue em Americana estiveram em 28.047 imóveis no mês de fevereiro. De acordo com balanço divulgado pela Secretaria de Saúde, 70% desses locais foram trabalhados pela terceirizada Sime Prag do Brasil e os demais pelo Programa Municipal de Controle da Dengue.

Para efeito de comparação, a cidade tem cerca de 83 mil imóveis residenciais, comerciais e de prestação de serviços. A informação é do Informativo Socioeconômico do município e se refere a 2018.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp. Envie uma mensagem para ser adicionado na lista de transmissão!

Os trabalhos da visita casa a casa consistem em orientação aos moradores sobre a proliferação do mosquito da dengue e análise do imóvel. Caso seja constatado algum potencial criadouro, o morador é orientado a removê-lo.

Foto: Marcelo Rocha / O Liberal
Equipes de combate à dengue em Americana visitaram 28.047 imóveis no mês de fevereiro

A Sime Prag começou a atuar em 10 de fevereiro. Ela foi contratada por R$ 588 mil para realizar visitas em 40 mil imóveis por mês, ao longo de um semestre.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o número de casas visitadas nesse primeiro mês está abaixo do previsto no contrato por conta do dia em que a empresa iniciou os trabalhos. Os imóveis que não foram trabalhados serão compensados no mês seguinte ou ao fim do contrato, garantiu a pasta.

O boletim mais recente da doença na cidade, atualizado nesta quarta-feira, aponta que Americana tem 101 casos confirmados de dengue. Até o boletim da semana passada, eram 84 positivos.

Os bairros com maior concentração são Morada do Sol, com 10 casos,  e Antonio Zanaga, Nova Americana e Vila Bertine, com sete casos cada um.

Em 2019, foram registrados 4.590 casos da doença no município, com quatro mortes. Esse foi o ano com a terceira pior epidemia de dengue na cidade.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

A edição desta semana do podcast “Além da Capa” aborda a substituição da mão de obra de pessoas mais velhas por outras mais novas na RPT (Região do Polo Têxtil), em 2019. Ouça:

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora