23 de junho de 2021 Atualizado 23:29

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Ligados em tomada errada, dois respiradores do Hospital Municipal queimam

Técnico esteve no Hospital Municipal na semana passada e conserto está em fase de orçamento

Por Marina Zanaki

09 Maio 2021 às 08:58 • Última atualização 09 Maio 2021 às 10:52

Atualmente o HM dispõe de 26 equipamentos exclusivos para o tratamento de pacientes que necessitam de suporte ventilatório - Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Dois respiradores da ala de atendimento aos pacientes com o novo coronavírus (Covid-19) do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, queimaram após terem sido colocados em tomadas erradas.

A informação foi divulgada pelo membro do Conselho Municipal de Saúde, Francisco Lembo, e confirmada pela prefeitura. “Dois aparelhos, de fato, foram ligados em tomadas com voltagem inadequada e deixaram de funcionar”, disse a administração municipal.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Um técnico esteve esta semana no Hospital Municipal para análise do problema e a manutenção está em fase de orçamento.

“Vale ressaltar que em nenhum momento o Hospital Municipal deixou de prestar a devida assistência aos pacientes com Covid-19, por falta de respirador. Atualmente o HM dispõe de 26 equipamentos exclusivos para o tratamento de pacientes que necessitam de suporte ventilatório devido à doença”, disse a prefeitura.

O Conselho Municipal de Saúde também apontou que cinco respiradores se encontram sem utilização. Enviados em abril pelo Ministério da Saúde, eles não estão sendo usados pela falta de dois itens – pedestais de fixação para realizar a locomoção e baterias. No caso de haver falta de energia elétrica, elas permitem aos aparelhos continuarem em pleno funcionamento.

Esses itens devem ser entregues pelo Ministério da Saúde. A prefeitura foi informada que eles já foram adquiridos. A pasta federal foi procurada, mas não respondeu a reportagem.

Esses respiradores chegaram a ser utilizados por alguns dias quando chegaram em função da alta demanda registrada naquele momento.

“Assim que o Hospital recebeu os respiradores alugados eles foram substituídos, pois a ausência de bateria auxiliar poderia comprometer não apenas o equipamento, mas também a saúde do paciente, caso houvesse por qualquer motivo uma queda abrupta de energia elétrica”, finalizou o hospital.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

CÂMARA. Os 12 aparelhos adquiridos com verba da câmara estão prontos para uso. A prefeitura disse que sua ativação ocorrerá em caso de necessidade imediata, o que não ocorreu até agora, ou a partir da conclusão do contrato do equipamento alugado que vem sendo disponibilizado.

Publicidade