Lâmpadas devem ser trocadas por LED em fevereiro

Melhor proposta recebida foi de R$ 3 milhões e a ação começará na Praia dos Namorados, segundo a prefeitura


A troca das lâmpadas de 5 mil pontos de Americana deve ser iniciada no mês que vem, de acordo com estimativa da prefeitura. A melhor proposta apresentada na licitação foi de R$ 3 milhões, valor bem abaixo do previsto inicialmente pela administração, que era de R$ 9,9 milhões. Porém, o procedimento ainda está em fase de recursos.

Além da substituição da iluminação convencional pela tecnologia LED, outros 150 locais da cidade onde não existem as luminárias também serão contemplados.

Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal
Rua Fortunato Nardini, na Praia dos Namorados: o bairro será o primeiro contemplado

O objetivo é aumentar a claridade, principalmente por causa da segurança, e reduzir os gastos com energia na cidade, e assim atingir 16% dos cerca de 30 mil pontos de iluminação do município.

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

O primeiro bairro a ser contemplado será a Praia dos Namorados. O prazo para conclusão é de 12 meses.

Nesta quinta, o prefeito Omar Najar (MDB) anunciou o valor da melhor proposta recebida na concorrência pública, da qual participaram 13 empresas. Os investimentos serão feitos com recursos da CIP (Contribuição sobre Iluminação Pública).

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

“Nós fechamos com R$ 3 milhões para trocar cinco mil e poucos pontos de lâmpadas de LED e isso gera economia também para o município. Das lâmpadas que trocamos no Alvorada, Cidade Jardim, Praia Azul, já teve um bom reflexo e diminuiu a conta de energia que o município paga”, disse Omar.

A empresa vencedora não teve o nome divulgado e a proposta ainda não foi homologada, já que a licitação permanece em uma fase final de recursos.

Em entrevista ao LIBERAL em outubro do ano passado, o secretário de Obras e Serviços Urbanos de Americana, Adriano Camargo Neves, afirmou que a prefeitura desembolsa cerca de R$ 800 mil por mês com a conta da iluminação pública.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora