25 de setembro de 2020 Atualizado 12:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Americana

Jornalista Walter Bartels morre em Americana

Bartels passou mal durante uma sessão de hemodiálise e foi levado à UTI, mas não resistiu

Por Marina Zanaki

14 ago 2020 às 19:37 • Última atualização 17 ago 2020 às 12:39

Jornalista faleceu nesta sexta-feira, aos 71 anos – Foto: Arquivo – O Liberal.JPG

O jornalista Walter Bartels morreu nesta sexta-feira (7) aos 71 anos no Hospital Unimed, em Americana. Ele esteve internado na semana passada em função de complicações da diabetes e teve uma infecção, mas houve melhoras e recebeu alta. Esta semana, contudo, ele passou mal durante uma sessão de hemodiálise e foi internado novamente.

O jornalista foi levado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva), intubado e morreu na tarde desta sexta-feira. As informações são do jornalista José Carlos Naves, que trabalhou com Bartels por cerca de 12 anos na Rádio Notícia FM e era um amigo próximo do radialista.

“Sempre tivemos muita proximidade, mas depois que agravou a saúde nos últimos dois anos eu que fazia todos os serviços dele, de banco por exemplo. E ele me tinha como filho. É a perda de um cara que eu tinha carinho muito grande e um exemplo profissionalmente, antenado, um conhecedor da história de Americana. O meu grande mestre dentro do jornalismo”, definiu Naves.

O prefeito Omar Najar (MDB) lamentou a morte de Bartels. “Acabo de receber a notícia do falecimento do jornalista Walter Bartels, personagem importante do rádio da nossa cidade. Depois de tantos e tantos anos de entrevistas na Rádio Notícia FM, só tenho a desejar que o Walter descanse em paz e meus sentimentos à família e aos muitos amigos que deixou neste momento”.

Bartels trabalhou por cerca de 30 anos na Rádio Notícia FM, veículo onde atualmente ocupava o cargo de diretor de jornalismo.

Ele era formado em Administração de Empresas e Ciências Contábeis no Instituto Superior de Ciências Aplicadas em Limeira. Bartels entrou no radiojornalismo em 1992 como comentarista de política e futebol na Rádio Azul Celeste.

Ele foi diretor de jornalismo na TV Americana e ajudou na e ajudou na estruturação da TV Jornal, em Limeira, onde também foi diretor de jornalismo.

Ele também foi presidente da Diretoria e do Conselho Deliberativo do Rio Branco. O clube disse que lamenta “profundamente” o falecimento de Bartels.

“De carreira exemplar e de muito engajamento com o clube deixa lembranças e muita saudade. Desejamos a amigos e familiares conforto e nossos sentimentos”, divulgou a diretoria do Rio Branco.

Ele será sepultado neste sábado, no Cemitério da Saudade, mas o horário ainda não foi definido. Bartels era casado e deixa três filhos.

Publicidade