03 de junho de 2020 Atualizado 23:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Isolamento social em Americana cai ao menor nível no mês

De acordo com o Governo de SP, apenas 44% da população cumpriu a quarentena

Por Marina Zanaki

30 abr 2020 às 17:37 • Última atualização 01 Maio 2020 às 14:05

Taxa de isolamento em Americana caiu para 50%, segundo dados do governo estadual - Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal

O isolamento social em Americana caiu ao menor nível desde o início da quarentena nesta quarta-feira (29).

De acordo com dados do Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, apenas 44% da população cumpriu a recomendação de ficar em casa.

O nível satisfatório é de, pelo menos, 50% da população.

A última vez que a cidade tinha registrado um nível tão baixo havia sido em 20 de março, véspera do anúncio da quarentena, quando o nível estava em 43%.

Apesar das medidas de isolamento, como fechamento do comércio, taxa de isolamento de Americana é considerada insatisfatória – Foto: João Carlos Nascimento / O Liberal

A quarentena teve início oficialmente no dia 24 de março, mas antes disso o Estado já indicava a necessidade de afastamento social.

Nas últimas semanas, o percentual em Americana variava de 45% de segunda a sexta-feira, até 58% aos finais de semana.

O LIBERAL mostrou, no domingo, que o isolamento social considerado satisfatório ocorreu em apenas duas das quatro semanas de quarentena em Americana.

A queda ocorre em meio a uma semana com novos protestos pela reabertura do comércio, e apelo da prefeitura e entidades por flexibilização.

O governador João Dória já afirmou que um dos critérios para a definição da reabertura gradual a partir de 11 de maio é o cumprimento do isolamento social nas semanas que antecedem a data.

O índice na cidade nesta quinta foi mais baixo do que no Estado de São Paulo, que teve 47% de isolamento.

O cumprimento da quarentena é considerado essencial pelo Comitê de Contingenciamento do Coronavírus para reduzir a disseminação da doença.

Em Americana, 52 pessoas já receberam resultado positivo para a doença, e três morreram. A cidade investiga se uma quarta morte foi provocada pela doença (leia abaixo).

Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, o infectologista David Uip afirmou, em coletiva de imprensa de terça-feira, que há uma relação direta entre número ascendente de infectados e mortos, e na curva decrescente do isolamento social.

“Quando começamos a discutir isolamento social, discutíamos com base em experiências de outros países. Agora, nossos números são contundentes: se você tem isolamento social de 50% e mais, você tem impacto na curva de infectados, de doentes e de óbitos. Menos que isso é muito difícil”, afirmou o médico.

“Essa equação está feita, mas quero reiterar a importância das pessoas continuarem em casa. É chato, não é bom continuar tendo limitações, mas é absolutamente necessário. Não há plano B, temos o plano A que é este”, declarou.

No Estado, há 28.698 casos confirmados e 2.375 mortes provocadas pela Covid-19.

Os dados de isolamento social estão sendo levantados por meio de parceria com empresas de telefonia celular.