07 de julho de 2020 Atualizado 19:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

SUBADUTORA

Interligação na Campo Sales pode deixar 8 bairros sem água nesta quarta

Serviço começa às 7 horas e conclusão é prevista para às 18 horas do mesmo dia

Por André Rossi

01 jun 2020 às 17:27 • Última atualização 01 jun 2020 às 18:53

Subadutora da avenida já se rompeu mais de dez vezes só neste ano - Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana agendou para a próxima quarta-feira (3), a partir das 7 horas, a interligação da nova subadutora da Avenida Campos Sales. A expectativa é de que o serviço seja concluído até às 18 horas do mesmo dia.

De acordo com a prefeitura, ao menos oito bairros da cidade poderão ter desabastecimento: Jardim Ipiranga, Vila Dainese, Horto Florestal Jacyra, Jardim Mollon, Jardim Amélia, Vila Pantano, San Pietro e Jardim Brasília.

Conforme noticiado pelo LIBERAL, a subadutora da avenida já se rompeu mais de dez vezes só neste ano. O caso mais recente aconteceu no dia 19 de maio, na altura do número 620.

A rede de água da via é de 1998 e possui defeitos de fabricação, segundo avaliação do DAE. Por este motivo, a autarquia iniciou em abril deste ano a troca de mil metros de tubulação. Até o início do mês de maio, 40% do serviço já havia sido executado.

Além da troca da tubulação da avenida, o contrato contempla a construção de mais um trecho do anel de reforço de abastecimento d’água na região da Nove de Julho. Com a intervenção, a ideia é aumentar a pressurização e melhorar a distribuição para os moradores dos bairros Bela Vista, São Domingos, Santa Maria e Jardim Paulistano.

O valor total do contrato é de R$ 1,6 milhão, dos quais R$ 1 milhão foi para mão de obra e R$ 600 mil para equipamentos.

Podcast Além da Capa
O novo coronavírus representa um desafio para a estrutura de saúde de Americana, assim como outros municípios da RPT (Região do Polo Têxtil), mas não é o primeiro a ser encarado. H1N1, dengue, malária, febre maculosa. Outras doenças também modificaram rotinas, exigiram cuidados além do trivial – ainda que não tenha havido quarentena, como agora – e servem de experiência para traçar paralelos com o atual cenário. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com a repórter Marina Zanaki, que assina uma série de reportagens sobre outras epidemias em Americana.