Idoso é o sexto a morrer com suspeita de dengue em Americana

Morador do bairro Vila Dainese, Antonio Venâncio, de 82 anos, apresentava febre, dor no corpo, dores de cabeça e queda de plaqueta


A Vigilância Epidemiológica de Americana, por meio de nota enviada para a imprensa, informa que recebeu notificação nesta quinta-feira (16) da sexta morte por febre hemorrágica, com suspeita de dengue. Trata-se de Antonio Venâncio, de 82 anos, morador do bairro Vila Dainese, em Americana.

O paciente foi atendido no dia 6 de maio no Hospital Unimed, em Americana, apresentando febre, dor no corpo, dores de cabeça e queda de plaquetas, com hipótese diagnóstica para dengue.

No mesmo dia, ele foi internado no Hospital Santa Bárbara – Santa Casa de Misericórdia, permanecendo lá até o dia 10 de maio, quando teve piora do quadro e precisou ser novamente transferido ao Hospital Unimed. Novamente em Americana, o idoso permaneceu internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) até o dia 14, quando não resistiu e veio a morrer.

“A Vigilância aguarda agora o resultado dos exames do material enviado ao Instituto Adolfo Lutz para confirmação da suspeita”, informou a prefeitura.

Antonio deixa a esposa e quatro filhas. Ele foi sepultado na última terça-feira no Cemitério Parque Gramado, em Americana.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora