16 de agosto de 2022 Atualizado 23:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Idosa teve mal súbito antes de acidente fatal na Avenida da Saúde

Alda Pagliato Pires morreu durante atendimento no Hospital Municipal, pouco tempo depois de ser socorrida

Por João Colosalle

23 de novembro de 2021, às 07h41 • Última atualização em 23 de novembro de 2021, às 08h03

Uma das vítimas do acidente na Avenida da Saúde, em Americana, na tarde do sábado, a idosa Alda Pagliato Pires, de 72 anos, teve um mal súbito antes de bater contra um automóvel estacionado na via.

Alda Pagliato Pires, de 72 anos, teve um mal súbito antes do acidente – Foto: Arquivo Pessoal

Ela morreu durante atendimento no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, pouco tempo depois de ser socorrida. O companheiro de Alda, de 73 anos, teve ferimentos na perna e permanece internado.

A informação é do filho Sandro Cezar Pires. Segundo ele, a causa da morte seria registrada em decorrência do trauma sofrido após o acidente, mas o mal súbito teria relação com um AVC (Acidente Vascular Cerebral) que Alda sofrera anos atrás.

O acidente ocorreu no final da tarde do sábado. O carro onde Alda e o companheiro estavam desceu a Rua Manoel José do Nascimento, no bairro Campo Limpo, avançou dois pares e, na Avenida da Saúde, próximo à esquina com a Avenida Paulista, atingiu outro veículo que estava estacionado.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

O acidente ocorreu no final da tarde do sábado – Foto: João Colosalle – O Liberal

Mãe de dois filhos, Alda foi velada e cremada neste domingo, em Limeira. Para Sandro, a mãe foi uma inspiração. “Quem eu sou”, disse ele em entrevista ao LIBERAL, nesta segunda-feira, ao ser questionado sobre a principal lembrança de Alda. “Era uma pessoa boa, dedicada”, comentou.

Publicidade