Homem morto em troca de tiros com PMs na Praia Azul é identificado

Leandro Lopes de Moraes, de 41 anos, possuía passagem por tráfico de drogas e morava havia pouco tempo na região, segundo testemunhas


A Polícia Civil identificou na madrugada desta quarta-feira (8) o homem que morreu após troca de tiros com policiais militares na Praia Azul, em Americana. Leandro Lopes de Moraes, de 41 anos, era suspeito de uma tentativa de roubo de uma motocicleta e possuía antecedentes criminais por tráfico de drogas.

Natural de São João de Meriti, no Rio de Janeiro, ele era comerciante e, segundo relato em boletim de ocorrência de uma das testemunhas, Leandro “era um rapaz estranho”, que morava havia pouco tempo em um cortiço na Rua Henrique Basseto.

O óbito foi registrado às 22h15, no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, pra onde foi encaminhado após a troca de tiros com a PM (Polícia Militar). O registro da Polícia Civil não informa o número de disparos efetuados, mas os policiais disseram ao LIBERAL na noite desta quinta que foram sete tiros disparados contra ele para “revidar a agressão”.

As autoridades chegaram até o suspeito após uma denúncia de que houve uma tentativa de roubo de uma motocicleta no município. Em patrulhamento pela Rua Henrique Basseto, um indivíduo reconheceu as características informadas pela PM e disse que morava em um cortiço, no mesmo terreno que o rapaz.

A testemunha abriu o portão para a entrada dos policiais, e chamou sua esposa, que confirmou que o homem morava em uma das quitinetes do local, dizendo que ele era um “rapaz estranho”, e que morava havia pouco tempo no bairro.

Foto: Guilherme Magnin / O Liberal
Homem atirou contra policiais e morreu baleado após os mesmos revidarem na Rua Henrique Basseto, na Praia Azul

Quando os dois policiais bateram à porta, por volta de 21h30, primeiro o rapaz perguntou quem era e, quando abriu, já com um revólver calibre 38 em mãos, e viu que se tratava da polícia, efetuou dois disparos na direção dos militares, que não foram atingidos.

Os policiais revidaram a agressão com sete tiros no total e o homem acabou sendo atingido. Ele foi resgatado por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado ao Hospital Municipal Doutor Waldemar Tebaldi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora