Homem morre após trocar tiros com a PM na Praia Azul

Suspeito de tentativa de roubo de motocicleta recebeu policiais a tiros em sua residência e acabou baleado na Praia Azul, na noite desta quarta-feira


Um homem foi morto após trocar tiros com policiais militares na noite desta quarta-feira (7), na Rua Henrique Basseto, na Praia Azul, em Americana. Ele era suspeito de tentativa de roubo de uma motocicleta e não havia sido identificado pelas autoridades até o início da madrugada desta quinta-feira (8).

Segundo o aspirante a tenente da Polícia Militar Márcio Rossi Petrucci, por volta das 21 horas a corporação recebeu uma denúncia sobre uma tentativa de roubo de uma motocicleta, na qual foram passadas as características do indivíduo. Os policiais iniciaram patrulhamento pelas imediações do ocorrido e um popular apontou para um terreno no qual existem várias casas, dando a entender que o suspeito estaria por lá.

No local, um morador de outra casa foi questionado e apontou em qual residência vivia um indivíduo com as características semelhantes às informadas. Quando os dois policiais bateram à porta, por volta de 21h30, primeiro o rapaz perguntou quem era e, quando abriu, já com um revólver calibre 38 em mãos, e viu que se tratava da polícia, efetuou três disparos na direção dos militares, que não foram atingidos.

Foto: Guilherme Magnin / O Liberal
Homem atirou contra policiais e morreu baleado após os mesmos revidarem na Rua Henrique Basseto, na Praia Azul

Os policiais revidaram a agressão com sete tiros no total e o homem acabou sendo atingido. Ele foi resgatado por uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado ao Hospital Municipal Doutor Waldemar Tebaldi, conforme relatou a PM, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Apesar de o homem aparentemente viver na casa onde ocorreu a troca de tiros, nenhum documento pessoal dele havia sido encontrado pelas autoridades e sua identidade era desconhecida até o início da madrugada desta quinta.

Foto: Guilherme Magnin / O Liberal
Aspirante a tenente da PM Petrucci explicou a ocorrência na noite desta quarta

Peritos do IC (Instituto de Criminalística) da Polícia Civil estiveram no local para a realização da Perícia Técnica e depois disso o caso seria registrado na CPJ (Central de Polícia Judiciária), ainda durante a madrugada.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora