Pai é detido após fazer filho de 9 meses refém em Americana

Lavador de carros de 25 anos discutiu com a esposa, de 18, se trancou em casa e ameaçou vizinhos com facas; rendição levou uma hora e meia


Foto: André Rossi - O Liberal
Homem usou duas facas para ameaçar vizinhos que tentaram entrar na residência e acabou se entregando depois de uma hora e meia de negociação

Um lavador de carros de 25 anos foi detido na noite desta quinta-feira (21) após trancar a esposa para fora de casa e fazer o filho de apenas nove meses de refém na Vila Mathiesen, em Americana. O homem usou duas facas para ameaçar vizinhos que tentaram entrar na residência e acabou se entregando depois de uma hora e meia de negociação com a PM (Polícia Militar).

Receba as notícias do LIBERAL pelo WhatsApp

A discussão do casal teria começado durante a tarde desta quinta e a polícia foi acionada por volta das 18 horas. De acordo com o tenente da PM, Tiago Augusto Costa Silva, o desentendimento aconteceu por conta de comida e se agravou quando a mulher, uma faxineira de 18 anos, tentou sair de casa com a criança para encerrar a discussão.

“Nesse momento ele ficou estressado, com preocupação dela levar a criança, e acabou segurando a criança e correndo para dentro de casa. Alguns vizinhos foram tentar ajudar e acabou fechando o portão, agravando um pouco mais a crise”, contou Silva.

Vizinhos acionaram a PM, que manteve contato com o homem através da janela da casa, localizada na Rua dos Sabiás. Ele teria ameaçado atacar os policiais e os vizinhos com duas facas de cozinha caso alguém tentasse adentrar o imóvel. O homem também afirmou ter ingerido “medicamentos”.

O tenente explicou que a principal parte da negociação envolveu o fato da criança fazer uso de medicamentos para bronquite. O lavador de carros não chegou a ameaçar o próprio filho.

“Em certos momentos ele estava como a criança no colo, depois colocava na cama e pegava e exibia as facas. O fator tempo era relevante porque o bebê necessitava de medicamento porque ele tem problema de saúde, de bronquite, e isso também foi utilizado na negociação para ele entender a necessidade de libertar o próprio bebê para ter cuidados médicos”, comentou Silva.

Foto: André Rossi - O Liberal
De acordo com o tenente da PM, Tiago Augusto Costa Silva, o desentendimento aconteceu por conta de comida e se agravou quando a mulher tentou sair de casa com a criança

Ainda segundo relato da PM, vizinhos tentaram linchar o lavador de carros depois que ele se entregou, mas foram contidos. O homem foi encaminhado para o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi para receber atendimento médico, já que acabou cortando a mão com uma das facas.

“Ele estava bastante agressivo com a própria esposa, culpando ela, falando que era responsável por tudo aquilo que estava acontecendo, mas a principal ameaça era porque ele não queria que ninguém entrasse lá. Começamos a entender isso quando verificamos que antes da chegada da PM, os vizinhos já tentaram entrar na residência para retirar a criança, então ele estava um pouco acuado naquele momento”, explicou o tenente.

Ouça o “Além da Capa”, um podcast do LIBERAL

Na sequência, o homem foi levado até a CPJ (Central de Polícia Judiciária) de Americana, onde foi constatado que ele já tinha passagem por tráfico de drogas. A ocorrência ainda estava em andamento até a publicação desta matéria.

A mãe da criança estava na delegacia, mas não quis gravar entrevista.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora