Grupo faz vigília por Marielle Franco e Anderson Gomes

Praça Tiradentes, em Americana, recebeu na noite desta quinta-feira uma homenagem à vereadora, que foi assassinada há um ano


Uma vigília foi organizada na noite desta quinta-feira (14) na Praça Tiradentes, em Americana, para lembrar a morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. A execução dos dois completa um ano hoje. Houve a realização de ações em diversas cidades do País em referência à data.

Vice-presidenta do Psol em Americana e uma das organizadoras, Beatriz Silva de Andrade explicou que o ato foi incluído no calendário unificado de Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Nova Odessa das atividades relacionadas ao mês da luta por direitos das mulheres.

“Encontrar as pessoas que executaram a Marielle é fácil, analisa uma câmera de segurança e encontra. Mas quem mandou? Por que aconteceu isso? Resolvemos fazer essa vigília para lembrar a luta da Marielle e cobrar investigação do porquê ela foi assassinada”, afirmou Beatriz.

Foram confeccionados cartazes pedindo justiça à vereadora e segurança à vida das mulheres. Os manifestantes acenderam velas e também distribuíram cartazes que fazem referência à placa que nomeia uma rua do Rio de Janeiro com o nome de Marielle Franco. No ano passado, essa placa foi quebrada pelo deputado carioca Rodrigo Amorim (PSL).

Prisão

Na terça-feira (12), dois homens foram presos por participação nos assassinatos da vereadora e do motorista. O policial militar reformado Ronnie Lessa, de 48 anos, e o ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz, de 46 anos, foram detidos dentro da Operação Lume, que investiga os homicídios de Marielle e Gomes.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!