Gráfico que atropelou e matou idosa é condenado a seis anos de prisão

Bêbado e com a CNH vencida, ele atropelou a idosa, que estava na calçada da Rua Júlio Salusse, no Zanaga


O Tribunal do Júri de Americana condenou nesta terça-feira o gráfico Rafael Wellington Alves, de 35 anos, pela morte da aposentada Luzia Ribeiro da Silva, de 81 anos, ocorrida em um acidente de trânsito em março de 2017. A pena foi fixada em seis anos de prisão, que deverão ser cumpridos inicialmente no regime semiaberto.

Foto: João Carlos Nascimento - O Liberal.JPG
Luzia foi atingida na calçada em 2017

Bêbado e com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vencida, ele atropelou a idosa, que estava na calçada da Rua Júlio Salusse, no Zanaga. Os jurados entenderam que, agindo assim, ele atuou com “dolo eventual”, termo jurídico para um ato em que, mesmo não desejando praticar um crime, a pessoa assume o risco de praticá-lo.

Durante o julgamento, o réu admitiu ter bebido cerveja no dia do acidente. A defesa dele pedia a desclassificação do crime para homicídio culposo na direção de veículo, o que significaria uma pena máxima de quatro anos de prisão. A tese, no entanto, foi rejeitada pelos jurados.

Neta da vítima, a estudante Bianca Cartone disse que a família está aliviada com a sentença. “Até certo ponto estamos satisfeitos. Não trará ela de volta”, afirmou.

Foto: Reprodução / EPTV_Campinas
Durante o julgamento, o réu admitiu ter bebido cerveja no dia do acidente

O advogado Roberto Carlos de Oliveira, responsável pela defesa de Rafael, disse que vai recorrer da condenação ao Tribunal de Justiça do Estado. O juiz Gerdinaldo Quichaba Costa, da Vara do Júri de Americana, concedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora