23 de outubro de 2020 Atualizado 23:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

TEMPO

Frente fria deve trazer chuva no fim de semana

Após onda de calor, quando termômetros bateram recorde do ano em Americana, tempo vai mudar na região, informou o Cepagri

Por Heitor Carvalho

17 set 2020 às 08:56 • Última atualização 17 set 2020 às 18:30

Previsões indicam que os últimos dez dias do mês devem ser marcados por chuvas intermitentes - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

Uma frente fria deve chegar na RPT (Região do Polo Têxtil) até o próximo domingo e vai trazer chuvas que podem chegar aos 30 mm e ventos de até 70 km/h, o que interromperá os recordes de calor registrados desde o início de setembro.

No último dia 13, conforme noticiado pelo LIBERAL, foi registrada a maior temperatura de 2020 em Americana, quando os termômetros alcançaram os 37,7° C. A umidade relativa do ar também bateu recorde e chegou aos 12,2% na cidade, o que caracterizou o dia mais seco desde o início do ano.

Até sexta-feira ou sábado de manhã o forte calor deve continuar, assim como a baixa umidade relativa do ar, segundo o meteorologista Bruno Kabke Bainy, do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Previsão para os próximos dias na região – Foto: Reprodução

A partir do sábado à noite, a aproximação da frente fria vai causar um aumento na velocidade dos ventos, com média de 35 km/h e rajadas que podem chegar a 70km/h, além do aumento da nebulosidade na região.

Entre domingo e quarta-feira as máximas devem baixar em função da atuação da massa de ar frio. As temperaturas mínimas devem ficar em torno dos 12° C e as máximas não devem superar os 22° C.

Nesse período, segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a incidência de raios ultravioletas terá variação entre 9 e 10, níveis UV considerados “muito altos”.

ESTACIONADA. A frente fria deve ficar estacionada entre o norte do território paulista e o sul do estado de Minas Gerais e deve produzir chuva recorrente, que pode chegar aos 30 mm, até terça ou quarta. As previsões indicam que os últimos dez dias do mês devem ser marcados por chuvas intermitentes.

“A partir de terça a temperatura volta a subir, mas o tempo permanece instável. No final de semana do dia 28 de setembro e até o começo do mês de outubro os modelos meteorológicos apontam a volta de chuvas em grandes quantidades, mas os dados ainda são preliminares para esse período”, explicou Bainy.

Publicidade