Estelionatário se passa por atendente da OLX para clonar WhatsApp

Americanense perdeu o acesso a conta no aplicativo na noite desta quinta; golpista solicitou dinheiro a contatos


Golpistas estão se passando por atendentes da OLX para ter acesso ao WhatsApp das vítimas e, depois, pedir dinheiro a seus contatos. Um americanense de 26 anos registrou um boletim de ocorrência na CPJ (Central de Polícia Judiciária) relatando a situação.

Foto: Divulgação
Acesso ao aplicativo foi comprometido após vítima fornecer código a suposto atendente 

O montador caiu no golpe e perdeu o acesso ao aplicativo na tarde desta quinta-feira (23) após o contato de um homem que se identificou como funcionário da OLX, site usado por terceiros para a venda e compra de produtos.

O americanense havia postado um anúncio de venda de uma moto Honda Hornet 2010 por R$ 23 mil, às 17h30, e inseriu o número de telefone na página para que os interessados pudessem entrar em contato.

Meia hora depois, um homem que afirmava ser atendente da empresa ligou para ele e pediu alguns dados do montador para confirmar o anúncio, dizendo que precisava das informações pois a plataforma estava registrando muitos golpes.

Após fornecer os dados, o estelionatário enviou um código via SMS à vítima, e pediu que ela confirmasse o número através da ligação. Depois disso, o “atendente” disse que o anúncio estava ativo. Ao tentar acessar o WhatsApp, o americanense não conseguiu, pois ele havia sido desabilitado.

Durante o período em que perdeu o acesso ao aplicativo, a vítima descobriu que o golpista estava utilizando sua conta para pedir dinheiro aos contatos que possui no WhatsApp. Diferente dos golpes praticados na última quarta-feira, quando dois barbarenses perderam R$ 25 mil, desta vez ninguém depositou a quantia requisitada nas mensagens.

Por meio de nota, a OLX afirmou que “a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples”, e que “toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários”.

Acrescenta que a solicitação de códigos de segurança ou dados cadastrais não é uma prática adotada pela empresa em nenhuma situação, e que nunca pedirá informações de acesso à conta através de chat, telefone, SMS, WhatsApp e redes sociais.

A empresa disponibiliza um botão de denúncia em todos os anúncios e contatos no chat, para que qualquer pessoa possa relatar práticas irregulares, e assim, garantir o banimento de usuários que violarem as normas da OLX.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora

Receba nossa newsletter!