12 de agosto de 2020 Atualizado 11:54

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

PLANO SÃO PAULO

Estado permite novo horário de funcionamento para o comércio na fase laranja

Governo autoriza que lojista abra por 6 horas em 4 dias úteis ou que funcione apenas 4 horas durante a semana inteira; reclassificação das regiões será feita nesta sexta

Por André Rossi

02 jul 2020 às 17:32 • Última atualização 02 jul 2020 às 21:43

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, anunciou nesta quinta-feira (2) que os municípios na fase 2 (laranja) do Plano São Paulo terão a opção de abrir o comércio em quatro dias úteis, durante seis horas consecutivas, a partir da semana que vem.

O atual modelo, que permite o funcionamento por quatro horas todos os dias, também poderá ser aplicado. Os detalhes ainda serão determinados em um decreto que será publicado nos próximos dias.

Governo permitiu que comércio de cidades na fase laranja funcionem por seis horas em quatro dias úteis – Foto: Marcelo Rocha / O Liberal

Americana e região estão na fase 2 do plano de retomada gradual da economia. Nesta etapa, é autorizado o funcionamento do comércio de rua, shoppings center, escritórios, imobiliárias e concessionárias. Uma nova reclassificação ocorre nesta sexta-feira (3).

“Para que viabilize um maior planejamento do comércio e garantindo a segurança pelo aspecto da saúde. Esse foi o ponto autorizado, que será incluído e será objeto de decreto nos próximos dias para funcionamento na fase laranja”, explicou Patricia.

Já o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, afirmou que a mudança foi um pedido de prefeitos do Estado. O tema foi analisado e aprovado pelo Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo.

“Os municípios vão ter a opção de funcionar todos os dias durante 4 horas ou funcionar quatro dias úteis, por 6 horas. Com isso, nós apresentamos ao longo dos últimos dias os indicadores de letalidade e, para continuar avançando nesses indicadores, o governo do Estado apoia os nossos municípios”, explicou Vinholi.

Questionada, a Prefeitura de Sumaré informou que o comitê vai analisar e deliberar sobre o assunto. Já Hortolândia disse que aguardará a reclassificação das regiões e o decreto para “avaliar o cenário municipal”.

As outras três cidades da RPT (Região do Polo Têxtil) ainda não tinham se manifestado até a publicação desta matéria.

Além da Capa
Os eleitores brasileiros ainda não sabem em que data irão às urnas neste ano para escolher novos prefeitos e vereadores. Diante dessa indefinição, como se comportam as campanhas em Americana e região nesse momento? Afinal, considerando a data originalmente prevista (4 de outubro), faltam menos de 100 dias para as eleições. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira recebe o repórter André Rossi e editor-executivo e chefe de reportagem do LIBERAL, João Colosalle, para discutir o cenário regional.