19 de setembro de 2021 Atualizado 21:25

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Americana

Escolas particulares preparam retorno de aulas em nova etapa

De acordo com o governo do Estado, o percentual de alunos pode ser ampliado, sendo que cada unidade escolar determinará a quantidade

Por Ana Carolina Leal

01 ago 2021 às 11:12 • Última atualização 01 ago 2021 às 11:13

Funcionária faz a limpeza em corredor do Colégio Dom Bosco; escolas buscam se adaptar - Foto: Marcelo Rocha - O Liberal.JPG

Com o avanço da vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19) e o anúncio do governo estadual de que as aulas presenciais podem voltar sem limite de ocupação, desde que respeitem o distanciamento de um metro entre os alunos, escolas particulares de Americana se preparam para receber os estudantes a partir desta segunda-feira.

De acordo com o governo do Estado, o percentual de alunos pode ser ampliado, sendo que cada unidade escolar determinará a quantidade, obedecendo às normas de distanciamento estabelecidas. Antes, o limite de presença em sala de aula era de 35% devido ao cenário da pandemia.

Diretora pedagógica do Colégio Dom Bosco, Patricia Albieri Guidolin disse que a instituição vai aceitar todos os alunos que queiram voltar no presencial, mas ainda está dando a opção de os pais escolherem.

“Se o pai desejar manter o filho no ensino remoto, vai poder. A transmissão ao vivo das aulas será mantida”, afirmou.

Para garantir um metro de distância entre os alunos, o Dom Bosco precisou realocar as turmas. “Uma sala, por exemplo, com 30 alunos, foi levada para um espaço que receba todos de modo que atenda o distanciamento. Com isso, alguns estudantes não vão ficar na sala que estão acostumados”, explicou Patricia.

A escola também alterou os horários de entrada e saída dos ensinos infantil, fundamental e médio para evitar aglomeração. O mesmo aconteceu com o intervalo, que será escalonado. “Também abrimos mais uma cantina, serão duas, para não aglomerar o atendimento”.

O planejamento para o retorno presencial é semelhante no Colégio Objetivo. Apesar de ter condições de receber todos os alunos, a escola diz que irá respeitar a opção das famílias em seguir com o ensino remoto ou híbrido.

“Durante esse período de férias, todas as providências em termos de adequação da equipe, ajustes dos espaços e das tecnologias foram realizados para que o segundo semestre transcorra de maneira tranquila e segura para todos os envolvidos no processo ensino-aprendizagem”, afirmou ao LIBERAL Mariza Pavan Stucchi, diretora do colégio.

Já o Colégio Americana vai voltar com 75% dos alunos. “Para que gradualmente, todos se acostumem a se movimentar com segurança, e ao longo das semanas vamos aumentando a porcentagem de alunos, para que a gente, os estudantes e familiares possam também organizar com cautela o horário de entrada, intervalo e saída”, explicou Adriane Santarosa dos Santos, diretora da escola.

Publicidade