30 de maio de 2020 Atualizado 19:06

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Covid-19

Escolas antecipam férias para evitar sobrecarga

Escolas particulares de Americana e Sesi anteciparam érias de julho dos alunos em meio à quarentena, mas mesmo assim haverá a necessidade de reposição

Por George Aravanis

04 abr 2020 às 07:54 • Última atualização 04 abr 2020 às 14:54

Escolas particulares de Americana e o Sesi decidiram antecipar as férias de julho dos alunos em meio à quarentena provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Na rede pública, a prefeitura ainda não bateu o martelo. A antecipação foi recomendada pelo sindicato dos estabelecimentos de ensino particular.

Clique aqui e se inscreva no nosso canal do Telegram e receba as notícias no seu celular!

O receio de sobrecarregar famílias que estão trabalhando em casa e os próprios estudantes é a justificativa de unidades que vão dar as férias antes do período normal.

Foto: Willian Gregio / Divulgação
Sesi Guaicurus: Unidade entra em férias na terça

O Colégio Moraes antecipou 15 dias do recesso de julho. O intervalo começou na última quarta-feira. “O colégio trabalhou por 12 dias com roteiro de estudos e aulas online, mas ficamos preocupados em causar uma sobrecarga nas famílias, que estão trabalhando home office […]”, explicou Andrea Francisco Trevizan, coordenadora pedagógica do ensino fundamental da unidade.

Diretora pedagógica do Dom Bosco, onde as férias começarão dia 22 de abril e seguem até 21 de maio, Patrícia Albieri Guidolin diz que, mesmo que em maio as escolas continuem fechadas, ao menos os alunos “estarão menos cansados, pois dois meses seguidos com atividades online será complicado para famílias, alunos,
escola, educadores.”

Saiba tudo sobre o coronavírus, o que ele provoca e como se prevenir

A decisão vale para toda a rede salesiana, da qual o colégio faz parte, explica Patrícia. A principal dificuldade é com as famílias dos alunos mais novos. “Porque as crianças dependem muito dos pais e tem muitos trabalhando em home office”, diz a diretora. Do sexto ano em diante, os alunos, que já têm mais autonomia, têm se saído bem, apontam as escolas.

No Anglo Cezanne, as férias, também de 30 dias, serão antecipadas apenas para os alunos do ensino infantil e fundamental 1 (até o quinto ano), justamente os que precisam de mais auxílio dos pais para as tarefas remotas.
O Sesi divulgou um comunicado em que informa que as férias começam na terça-feira em toda a rede.

Algumas escolas decidiram manter as aulas online. É o caso do Colégio Dom Pedro II. “Essa antecipação das férias não garante que na volta seja presencial. A gente se preparou para o online e a gente vai dar continuidade nele”, afirmou Airton Ferreira Jr., gestor educacional da unidade.

REPOSIÇÃO

Mesmo com o ensino à distância, haverá necessidade de reposição de aulas, principalmente para os alunos mais novos. O Dom Bosco, por exemplo, cogita não emendar mais feriados, além de esticar o ano letivo. O Dom Pedro II não descarta aulas aos sábados e estender o calendário.

O governo federal liberou as escolas de cumprir os 200 dias letivos obrigatórios, mas manteve a exigência das 800 horas de aula anuais.

Por enquanto, tudo é incerto exatamente porque não se sabe quanto tempo as escolas permanecerão fechadas.
Na rede pública, as dúvidas também são grandes.

A Secretaria de Educação de Nova Odessa antecipou férias dos servidores, mas, segundo a secretária da pasta, Claudicir Brazilino Picolo, ainda não é possível “tipificar” o período que os estudantes vivem agora – as aulas estão suspensas. “Não sabemos sabemos quanto ele [período sem aulas] vai durar e quanto vai ser exigido ou não de reposição dos municípios.” Em Santa Bárbara, as férias foram antecipadas desde o dia 23 – e vão até terça.

Além da Capa, o podcast do LIBERAL

Ao redor do mundo, diversos segmentos têm sido impactados pelos reflexos da pandemia do novo coronavírus. Entre eles, o mercado imobiliário, principalmente pela relação entre locatários e inquilinos, além da própria compra e venda de imóveis. Os direitos de quem está envolvido nesse campo pautam a edição deste sábado do Além da Capa.

{{1}}